Página 1 de 2

UM JOGO DE AZAR QUE DESTRÓI MOEDAS

Enviado: domingo mar 30, 2014 10:15 pm
por José Gomes
Olá, saudações a todos.

Em primeiro plano, peço à Moderação para colocar o presente tópico no lugar correto, se for o caso.

Em minhas andanças por cidades do interior de Pernambuco (é um pequeno Estado, onde moro), ao visitar uma feira livre, vi um jogo de azar, realizado por alguns rapazes, que consistia de um punhado de moedas colocadas no chão, todas com a mesma face voltada para cima, e as pessoas envolvidas no jogo, atiravam contra essas moedas, uma moeda maior e mais pesada, de modo a fazer com alguma moeda saísse do chão e ficasse com a face invertida, então, o jogador ganhava aquela moeda. Se a moeda continuasse com a mesma face voltada para cima, o jogador dava a vez a outra pessoa, e assim sucessivamente, até que o dinheiro que estava no chão acabasse. Na realidade, um jogo estúpido e violento, no meu entender, que resulta em moedas, praticamente destruídas, conforme pode ser visto abaixo. As moedas apresentadas vieram num lote e estavam no meu "refugo", quando me lembrei deste jogo um tanto infame, que posto aqui de maneira meramente informativa.

Moeda 1
ImagemImagem

Moeda 2
ImagemImagem

Notar os inúmero machucões, dos choques que levaram no citado jogo cujo nome, se é que tem, não recordo.

Gostaria de saber se alguém tem mais alguma informação sobre este ou outro jogo semelhante, ou se é apenas um caso isolado de uma cidadezinha do interior de Pernambuco.

Na época quando eu era criança e colecionava álbuns de figurinhas, havia uma brincadeira um pouco parecida chamada "bafo", que consistia em figurinhas colocadas no chão (casadas) e tentávamos virar as figuras com a mão em concha, dando pancadas, uma tentativa por vez, no montículo de figurinhas. Quem as virasse, ganhava. Haja mão inchada...

Visitas e comentários, sempre bem vindo.

Gomes.

Re: UM JOGO DE AZAR QUE DESTRÓI MOEDAS

Enviado: domingo mar 30, 2014 10:32 pm
por carlos47
tente entender que os sentimentos que tem pelas moedas não são partilhados pelo comum dos cidadãos
o cidadão comum não lhe passa pela cabeça que uma moeda possa valer algo mais que aquilo que lá se encontra inscrito, e qualquer que seja seu estado,sempre assim foi e será,a moeda ao ar nem sempre se lança com tentativa de apanhar,é mesmo lançada para cair,há jogos em que se lançam as moedas contra as paredes...uma moeda não é um animal de estimação

Re: UM JOGO DE AZAR QUE DESTRÓI MOEDAS

Enviado: domingo mar 30, 2014 11:09 pm
por José Gomes
carlos47 Escreveu:tente entender que os sentimentos que tem pelas moedas não são partilhados pelo comum dos cidadãos
o cidadão comum não lhe passa pela cabeça que uma moeda possa valer algo mais que aquilo que lá se encontra inscrito, e qualquer que seja seu estado,sempre assim foi e será,a moeda ao ar nem sempre se lança com tentativa de apanhar,é mesmo lançada para cair,há jogos em que se lançam as moedas contra as paredes...uma moeda não é um animal de estimação
?

Re: UM JOGO DE AZAR QUE DESTRÓI MOEDAS

Enviado: segunda mar 31, 2014 3:41 pm
por Jorge Silva
Jogo tradicional da freguesia de Lavacolhos.

Rolho

Tábua com marcação de pontos de referência onde se posiciona um pino de ferro com cerca de 2,5 com de comprimento. Posicionados a cerca de 3 metros de distância, o jogador deverá, com uma moeda (um vintém), derrubar o pino ou atingir maior proximidade do pino a que lhe é atribuída uma determinada classificação.

Re: UM JOGO DE AZAR QUE DESTRÓI MOEDAS

Enviado: segunda mar 31, 2014 6:53 pm
por sferreira
É normal que sejam rapazes a fazer esse jogo. É uma cópia do jogo Tazos que foi uma "febre" e teve inicio na dácada de 90.
Eu próprio em miudo via na escola outros rapazes a jogar aos tazos com moedas.

Re: UM JOGO DE AZAR QUE DESTRÓI MOEDAS

Enviado: segunda mar 31, 2014 10:56 pm
por José Gomes
Jorge Silva Escreveu:Jogo tradicional da freguesia de Lavacolhos.

Rolho

Tábua com marcação de pontos de referência onde se posiciona um pino de ferro com cerca de 2,5 com de comprimento. Posicionados a cerca de 3 metros de distância, o jogador deverá, com uma moeda (um vintém), derrubar o pino ou atingir maior proximidade do pino a que lhe é atribuída uma determinada classificação.
Muito interessante, mesmo. :claps: :claps: :claps:

Re: UM JOGO DE AZAR QUE DESTRÓI MOEDAS

Enviado: segunda mar 31, 2014 10:58 pm
por José Gomes
sferreira Escreveu:É normal que sejam rapazes a fazer esse jogo. É uma cópia do jogo Tazos que foi uma "febre" e teve inicio na dácada de 90.
Eu próprio em miudo via na escola outros rapazes a jogar aos tazos com moedas.
Lembro dos tazos, meus filhos brincavam, hoje não brincam mais...

Mas, quando vi os rapazes jogando, tazos não existiam, isso faz uns 40 anos, eu ainda era um adolescente.

Re: UM JOGO DE AZAR QUE DESTRÓI MOEDAS

Enviado: domingo abr 06, 2014 7:36 pm
por José Gomes
Jorge Silva e SFerreira, vocês trouxeram informações preciosas, e esta era a minha intenção: colher algo útil e ao mesmo tempo trocar alguma informação de como as sociedades interagem, no dia a dia, com as moedas de pequeno valor, de forma tão semelhante, mesmo estando separadas por milhares de quilômetros.

Muito obrigados, mesmo. :clap3: :clap3: :clap3:

Gomes.

Re: UM JOGO DE AZAR QUE DESTRÓI MOEDAS

Enviado: domingo abr 06, 2014 8:23 pm
por Jorge Silva
JOGO DO BURRO: Jogo tradicional da aldeia de Parambos.

O "jogo do burro" consiste em acertar com uma moeda no buraco do meio de um tabuleiro, posto a uma certa distância, ganha quem mais buracos acertar numa série de cinco moedas lançadas.

Este tabuleiro do burro está dividido em 12 secções, sendo numeradas de 1 a 10 e numa outra secção está o D - de dobra a pontuação, o buraco do meio vale 50. Isto quer dizer que também se joga o burro aos pontos, podendo ser também praticado por equipas. Assim, vão-se contando os pontos. As casas onde a moedas fica, soma-se o ponto que aí marca, vão-se somando até atingir o número máximo do jogo, que inicialmente foi combinado.
Um jogo muito popular e para todas as idades.

Re: UM JOGO DE AZAR QUE DESTRÓI MOEDAS

Enviado: domingo abr 06, 2014 8:28 pm
por Jorge Silva
JOGO DO FITO: Jogo tradicional de Salgueiro do Campo.

Participantes: 2 ou 4 elementos formando duas equipas.

Material: Um banco comprido, de madeira, um invólucro de bala para servir de "belho" e moedas antigas, grandes (de 20 réis ou patacos) uma para cada jogador.

Disposição inicial: O banco na posição normal e o "belho" em pé a uns trinta centímetros de uma das extremidades.

Desenvolvimento:

1º) Escolhidas as equipas, os jogadores de uma e outra equipa, alternadamente, a certa distância, jogam a moeda tentando derrubar o "belho" o que conta 2 pontos, ou colocar-lhe a moeda o mais próximo possível, o que conta um ponto.

2º) No decorrer do jogo, a equipa mais atrasada pode fazer as mudas, tentando criar dificuldades ao adversário e ultrapassá-lo.

3º) As mudas constam, entre outras, de:

- Voltar o banco de pernas para o ar e colocar o "belho" de trás de uma das pernas (a servir de marra).

- Com o banco na mesma posição, colocar o "belho" entre as pernas do mesmo e jogar a moeda, de carrinho, de forma a bater fora do banco e saltar para dentro.

- Com o banco na posição normal colocar um obstáculo (a marra) antes do "belho". Quem bater com a moeda na parte superior da barra perde a jogada.

4º) O jogo termina quando uma equipa atinge 31 pontos.