Nota do Mês de Junho - Personalidades masculinas

Discussão de temas relacionados com notafilia

Moderadores: VMNV, José Duarte, Moderador de Honra

Mensagem
Autor
Avatar do Utilizador
VMNV
Reinado D.Afonso III
Mensagens: 1718
Registado: quinta out 18, 2007 9:48 am

Nota do Mês de Junho - Personalidades masculinas

#1 Mensagem por VMNV » sexta jun 01, 2012 11:37 am

Vamos dar inicio ao concurso para eleger a nota do mês de Junho-Notas de personalidades masculinas

Aqui ficam as regras do concurso:

1ª Os foristas interessados em concorrer à eleição da Nota do Mês, só podem colocar uma nota, respeitando o tema mensal até ao dia 21 - 24:00h desse mês, a partir daqui o tópico é considerado encerrado passando à fase de eleição por todos os foristas que assim o entenderem, que terminará às 24 horas do último dia do mês.

2ª O número mínimo necessário para se realizar e eleição é de 9 (nove) notas. Caso esse número não seja atingido no prazo estipulado, esse será alargado por mais 48 horas, ou seja até às 24 horas do dia 23. Se mesmo assim não for atingido o mínimo, a eleição ficará sem efeito.

3ª A colocação da nota, consiste só unicamente de uma foto de cada face da respectiva nota acompanhada de alguns dados como valor facial, ano, etc...
Pede-se também, se possível, que as notas concorrentes sejam acompanhadas de um texto informativo. Há alguns temas em que essa informação será importante. (Personalidades, por exemplo)

4ª É permitida a colocação de um conjunto de notas, desde que tenham uma relação entre si, tornando-se uma mais valia na apresentação.

5ª Cada forista concorrente não pode votar na sua própria nota. Contudo se não participar na votação, terá uma penalização equivalente à média da pontuação obtida na sua nota (exemplo: se recebeu 45 pontos de 9 foristas, será penalizado em 45 a dividir por 9, que serão 5 pontos).

6ª Os “juizes” além da sua pontuação, podem deixar um comentário, por exemplo: O motivo do seu voto. Cada forista deverá pontuar 8 (oito) notas, do seguinte modo:

10 Pontos
8 Pontos
6 Pontos
5 Pontos
4 Pontos
3 Pontos
2 Pontos
1 Ponto

Vencerá a nota que reunir mais pontos à hora do fecho das votações (24 horas do último dia do mês do concurso).

Para facilitar a votação, será atribuído um número de ordem a cada nota, pelo que irá ser publicada logo no dia 22 ou 24, uma lista com as notas concorrentes.

7ª Em caso de empate pontual, será considerado vencedor aquele que tiver:

a) Mais pontuações de 10 pontos
b) Mais pontuações de 8 pontos
c) Mais pontuações de 6 pontos

8ª Os 3 primeiros classificados, passarão a figurar na galeria das notas vencedoras, em tópico existente para esse efeito.

9ª As notas expostas, não podem concorrer mais nenhuma vez durante esse ano, podendo concorrer no ano seguinte, excepto as 12 vencedoras dos anos anteriores. As 12 primeiras (uma de cada mês) concorre à nota do ano, em Janeiro do ano seguinte, em simultâneo com a desse mês, mas num post à parte.

Está aberto o concurso!
Boa sorte a todos :thumbupleft:



Avatar do Utilizador
JPMatos
Reinado D.Afonso II
Mensagens: 2248
Registado: terça mar 08, 2011 2:58 pm
Localização: Évora
Contacto:

Re: Nota do Mês de Junho-Notas de Personalidades masculinas

#2 Mensagem por JPMatos » sexta jun 01, 2012 6:20 pm

Imagem .
Imagem .


Personagem:Filipe II de Espanha.
Data:1 de Julho de 1825.
Valor:100 pesetas.
Magistrado:Alfonso XIII.
Itens históricos presentes:Filipe II;Mosteiro do Escorial;Cadeira "mítica" onde Filipe II se sentava para contemplar as obras do Mosteiro do Escorial.




Filipe II.

Filho do Imperador do Sacro Império Romano Germânico e rei das Espanhas Carlos V de Habsburgo e de Isabel de Portugal, governou um vasto território integrado por Aragão, Castela, Catalunha, ilhas Canárias, Maiorca, Navarra, Galiza e Valência, Rossilhão, Franco-Condado, Países Baixos, Sardenha, Córsega, Sicília, Milão, Nápoles, além de territórios ultramarinos na África (Orão, Túnis, e outros), na América e na Ásia (Filipinas). Em termos de política externa, sua mais significativa vitória sucedeu contra os turcos otomanos: a Batalha de Lepanto, em 1571.
Nasceu em Valladolid e morreu no mosteiro de El Escorial, onde jaz. Chamado ainda o Sábio. Foi batizado em 5 de junho, na igreja do convento de São Paulo, pelo arcebispo de Toledo, Don Alfonso de Talavera. Rei de Inglaterra (1554-1558), Regente de Espanha desde 1543 tornou-se em 1555 rei da Espanha, conde de Artois, conde da Borgonha, conde de Charolais por 42 anos. A partir de 1552 já se havia tornado rei como Filipe I de Nápoles, da Sicília, Sardenha, rei apenas titular de Jerusalém e duque de Milão. Em 1555 foi também rei dos Países Baixos; em 1556 conde de Holanda, conde da Zelândia, Conde de Ostrevant, Duque de Gueldres, e a partir de 1580 será também o rei de Portugal, Filipe I.

Imagem .



Mosteiro do Escorial.

El Real Sítio de San Lorenzo de El Escorial é um grande complexo (inclui palácio, mosteiro, museu e biblioteca) localizado em San Lorenzo de El Escorial, município situado 45 km a Noroeste de Madrid, na comunidade autónoma homónima, Espanha.
O nome de El Escorial deve-se a uns antigos depósitos de escória procedentes de uma ferraria da zona, dos quais tomou topónimo a aldeia situada nas proximidades do lugar onde se construiu este mosteiro-palácio e que na actualidade é o município de El Escorial, (12 669 habitantes em 2003), distinto do de San Lorenzo de El Escorial, (14 358 habitantes em 2003), surgido posteriormente junto ao monumento.

Imagem .



Cadeira.

Segundo conta a história, era onde o rei Filipe II se dirigia para contemplar as obras do Mosteiro. Situada numa elevação de blocos de granito sobre o bosque de Herraria, com assentos esculpidos para o rei e os seus acompanhantes, poderiam tratar-se de altares celtiberos onde se realizavam os rituais de sacrifício.
Cumprimentos,JPMatos.
:fcp: :fcp: .

Avatar do Utilizador
José Gomes
Reinado D.Afonso II
Mensagens: 2139
Registado: quinta jun 16, 2011 5:05 pm
Localização: Pernambuco, Brasil

Re: Nota do Mês de Junho-Notas de Personalidades masculinas

#3 Mensagem por José Gomes » sexta jun 01, 2012 10:59 pm

Brasil, 500 Mil Réis, 1936, Marechal Floriano Peixoto.

Imagem

Imagem

Nasceu no estado de Alagoas, nordeste do Brasil em 1839. Ao lado do Marechal Deodoro da Fonseca, proclamou a república em 1889, assumindo então o cargo de vice-presidente, e assumindo, em seguida, a presidência da república em 1891. Era chamado de O Marechal de Ferro, por suas posições enérgicas durante conflitos e foi considerado o consolidador da república brasileira. Morreu em 1895, no Rio de Janeiro.

Gomes.

Avatar do Utilizador
victor brasil
Reinado D.João II
Mensagens: 1167
Registado: quinta fev 02, 2012 2:43 pm
Localização: Campinas SP BR

Re: Nota do Mês de Junho-Notas de Personalidades masculinas

#4 Mensagem por victor brasil » sábado jun 02, 2012 2:55 pm

Imagem

Imagem

Personagem: Shah Pahlavi
Data:1974 - 1979
Valor: 50 Rials
Verso: Tumba de Ciro II, o Grande em Pasárgada.


o fato pelo qual escolhi essa peça nao é tanto a beleza, e sim a curiosidade da re-impressão.
Apos a revolução islamica (1978-1979), o governo iraniano usou modelos de re-impressão para aproveitar as cedulas que ja possuia em estoque.
são 8 modelos que eliminavam a imagem do busto do Shah e 4 que eliminavam a marca d´agua, isso visando desmotivar e desmoralizar a figura do Shah que se encontrava no exilio.



Imagem


Mohammad Reza Pahlavi
(Teerã, 26 de Outubro de 1919 – Cairo, 27 de Julho de 1980) foi xá do Irã de 16 de Setembro de 1941 até 11 de Fevereiro de 1979. Filho de Reza Pahlavi e da sua segunda esposa, Tadj ol-Molouk, Mohammad foi o segundo e último monarca da Dinastia Pahlavi.

Em 1941, durante a Segunda Guerra Mundial, o Reino Unido e a União Soviética invadiram o Irã, de modo a assegurar para si próprios os recursos petrolíferos iranianos. Os Aliados forçaram o xá a abdicar em favor de seu filho, Mohammad Reza Pahlavi, em quem enxergavam um governante que lhes seria mais favorável. Em 1953, após a nacionalização da Anglo-Iranian Oil Company, um conflito entre o xá e o primeiro-ministro Mohammed Mossadegh levou à deposição e prisão deste último.

O reinado do xá tornou-se progressivamente ditatorial, especialmente no final dos anos 1970. Com apoio americano e britânico, Reza Pahlavi continuou a modernizar o país, mas insistia em esmagar a oposição do clero xiita e dos defensores da democracia.

Islamistas, comunistas e liberais promoveram a Revolução Iraniana de 1979, que provocou a fuga do xá e a instalação do Aiatolá Ruhollah Khomeini como chefe máximo do país.

Mohammad Reza Pahlavi morreu no exílio, no Egito, a 27 de Julho de 1980, com 60 anos de idade. Encontra-se sepultado em Al-Refai Mosque, Cairo no Egito[1]

Imagem

A Tumba de Ciro, o Grande
Ciro II da Pérsia (Kurus em persa antigo), mais conhecido como Ciro, o Grande, foi rei da Pérsia entre 559 e 530 a.C., ano em que morreu em batalha com os Massagetas. Pertencente à dinastia dos Aquemênidas, foi sucedido pelo filho, Cambisses. Foi o criador do maior império até então visto na História.

Pasárgada era uma cidade da antiga Pérsia e é atualmente um sítio arqueológico na província de Fars, no Irã, situado 87 km a nordeste de Persépolis. Foi a primeira capital da Pérsia Aqueménida, fundada por Ciro II da Pérsia, e coexistiu com as demais, dado que era costume persa manter várias capitais em simultâneo, em função da vastidão do seu império: Persépolis, Ecbátana, Susa ou Sardes. É hoje um Patrimônio Mundial da Unesco, e local da tumba de Ciro.
Replica, se fosse boa, seria a peça original. Evite.

SANCHO
Reinado D.Afonso III
Mensagens: 1671
Registado: terça abr 29, 2008 12:12 am

Re: Nota do Mês de Junho-Notas de Personalidades masculinas

#5 Mensagem por SANCHO » sábado jun 02, 2012 6:28 pm

Miguel de Arriaga Brum da Silveira
Macau 100$00 1966

Miguel de Arriaga

"Figura ilustre portuguesa, de nome completo Miguel José de Arriaga Brum da Silveira, filho de José de Arriaga Brum da Silveira e de D. Francisca Josefa Borges da Câmara, desconhece-se a data exata do seu nascimento e morte. Ao longo da sua vida foi honrado com a Ordem da Torre e Espada, com a da Conceição e com a de Cristo, sendo também cavaleiro e fidalgo da Casa Real e membro do Conselho de Sua Majestade.
Estudou Leis na Universidade de Coimbra, foi designado desembargador de Agravos da Casa da Suplicação do Brasil, tendo ido para Goa em 1802, como ouvidor das justiças de Macau. Enquanto neste último posto desempenhou o importante papel diplomático de dissuadir os britânicos de ocupar Macau, evitando confrontos com a China.
Introduziu a vacina em Macau e na China e socorreu sempre os necessitados, tendo também vencido os piratas que infestavam aquelas paragens.
Em 1812 recebeu a alcaidaria-mor da ilha da Horta, como recompensa por ter conseguido que o imperador da China restituísse os privilégios aos portugueses. Tal foi o mérito conquistado na China que quando morreu o imperador ordenou luto em sua honra." Infopédia.

Embora o texto da Infopédia desconheça,nasceu na cidade da Horta,Faial em 22.03.1776 e faleceu em Macau em 13.12.1824.

Como curiosidade,foi tio-avô do primeiro Presidente da República Manuel de Arriaga de seu nome completo Manuel José de Arriaga Brum da Silveira e Peyrelongue .

Imagem

Uploaded with ImageShack.us


Imagem

Uploaded with ImageShack.us

Imagem

Uploaded with ImageShack.us

Avatar do Utilizador
VMNV
Reinado D.Afonso III
Mensagens: 1718
Registado: quinta out 18, 2007 9:48 am

Re: Nota do Mês de Junho-Notas de Personalidades masculinas

#6 Mensagem por VMNV » segunda jun 04, 2012 5:32 pm

Bélgica 20 Francs 1956»Pick#132

Imagem
Imagem

Anverso: Roland de Lassus
Reverso: Philippe de Monte

Roland de Lassus

Imagem

Orlando di Lasso (também Orlandus Lassus, Orlande de Lassus, Roland de Lassus, ou Roland Delattre) nasceu em 1532 (possivelmente em 1530) e morreu no dia 14 de junho de 1594 foi um compositor franco-flamengo de música renascentista. Junto com Palestrina (da escola romana), é considerado hoje o maior representante do estilo polifônico maduro da escola franco-flamenga, e era um dos músicos mais famosos e influentes na Europa no final do século XVI.

Philippe de Monte

Imagem

Philippe de Monte (1521 - 04 de julho de 1603), também conhecido como Philippus de Monte , foi um Flamengo compositor do final da Renascença . Ele era um membro dos madrigalists de 3 ª geração e escreveu mais madrigais do que qualquer outro compositor do tempo. Fontes citá-lo como sendo "o melhor compositor em todo o país, particularmente na maneira nova e reservata musica". Outros comparam suas coleções de música com a de outros compositores influentes, como Lassus .

Origem Wikipédia

Avatar do Utilizador
tm1950
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 10611
Registado: sexta nov 05, 2004 10:15 pm
Localização: S. João do Estoril - Lisboa

Re: Nota do Mês de Junho-Notas de Personalidades masculinas

#7 Mensagem por tm1950 » sexta jun 08, 2012 9:32 pm

Angola - 100 angolares 1951 - D. Francisco Inocêncio de Sousa Coutinho.

Era filho de D. Rodrigo de Sousa e de D. Maria Antónia de S. Boaventura e Meneses.
N. em Lisboa, mas ignoram-se as datas do nascimento e falecimento.
Serviu no exército como coronel de infantaria, e depois de cavalaria, tomando parte com esta última na campanha de 1762. Foi sócio da Arcádia Ulissiponense, e publicou em 1750; um Elogio funebre do muito alto e poderoso rei D. João V, e um Panegyrico ao muito alto e poderoso rei fidelissimo D. José I.
Foi depois nomeado governador de Angola, para suceder a António de Vasconcelos. Chegou ao seu destino em Junho de 1764, e no seu governo prestou grandes serviços. Auxiliou o comércio, deu regimento aos escrivães das feiras e fez que os revivos do comércio fossem abolidos com o que elevou o contrato real da saída dos escravos a um rendimento que nunca antes tivera. Organizou a força militar, empreendeu e concluiu em 17 meses a fortaleza do Penedo, expediu o regimento dos capitães mores para coibir as violências que eles praticavam no interior, batendo o gentio, restituiu o sossego aos habitantes das províncias de Encôge e Ambaca que anteriormente viviam em continuo susto. Estabeleceu uma aula de geometria e fortificação, introduziu muitos melhoramentos em Benguela, mandou levantar o presídio de Novo Redondo, e receando-se a guerra na Europa fez concertar e aumentar as fortalezas da capital. Mandou edificar a casa da alfândega e a da junta da fazenda e estabeleceu fundições de peças de campanha, obra nunca vista até então naquelas regiões. Reduziu a melhor forma a cobrança dos dízimos com o que lhe triplicou o rendimento, e o mesmo fez no contrato do sal.

No último ano do seu governo, 1772, cuidava em construir uma fragata que não concluiu, em consequência da chegada e D. António de Lencastre, que lhe sucedeu no governo. Depois de regressar a Portugal, foi nomeado, embaixador a Madrid, e ali faleceu, deixando manuscritas umas Memorias do reino de Angola e suas conquistas, escriptas em Lisboa por D. Francisco Innocencio de Sousa Coutinho, governador e capitão general que foi do dito reino, 1773 1775, manuscritos do arquivo municipal do o Porto.
(Portugal - Dicionário Histórico)

Imagem
Celso.
Saúde e Fraternidade.
Os meus leilões

Avatar do Utilizador
colecionador
Reinado D.António
Mensagens: 927
Registado: terça nov 16, 2004 11:31 pm
Localização: Pax Julia

Re: Nota do Mês de Junho-Notas de Personalidades masculinas

#8 Mensagem por colecionador » domingo jun 10, 2012 4:18 pm

200 FRANCOS -1997

Gustave Eiffel
Imagem

Imagem
Imagem

Alexandre Gustave Eiffel (Dijon, 15 de Dezembro de 1832 — Paris, 27 de Dezembro de 1923), também conhecido por Gustavo Eiffel, foi um engenheiro francês que participou da construção da Estátua da Liberdade em Nova Iorque e da Torre Eiffel de Paris.
Gustave Eiffel chegou a viver em Portugal, em Barcelinhos, de onde projectou as construções em Portugal que lhe estão associadas.

Destacam-se os projectos:
- Galeria das Máquinas para a Exposição Universal de Paris (1867).
- Viaduto de Garabit, sobre o rio Truyère, no sul de França, considerada a ponte mais alta do mundo, na sua época, com 120 m de altura.
- Cúpula do observatório de Nice.
- Ponte de D. Maria Pia na cidade do Porto.
- Ponte dupla de Viana do Castelo em Portugal.

- Ponte de Triana em Sevilha, Espanha.
- Palácio de Ferro em Luanda, Angola.
- Casa de Ferro em Maputo, Moçambique.
- Mercado Municipal em Olhão, Portugal.
- Ponte Ferroviária em Barcelos, Portugal
- Ponte Rodoviária em Pinhão, Portugal.

- Farol de São Tomé em Campos dos Goytacazes, Brasil.
- Catedral metalilca de Arica, Chile.

ImagemImagem
Luis Mestre
Nota a nota a colecção cresce ...mas nunca estará completa.

http://notasmundocolecionador.blogspot. ... -beja.html

http://www.bialto.pt/active_auctions.ph ... &category=

Avatar do Utilizador
João Paulo Silva
Reinado D.António
Mensagens: 925
Registado: terça jul 08, 2008 7:14 pm

Re: Nota do Mês de Junho-Notas de Personalidades masculinas

#9 Mensagem por João Paulo Silva » domingo jun 17, 2012 4:11 pm

10.000$00 - Ch1 - Egas Moniz

Imagem

Biografia
Nascido António Caetano de Abreu Freire no seio de uma família aristocrata rural, seu tio e padrinho, o padre, Caetano de Pina Resende Abreu Sá Freire, insistiria para que ao apelido (sobrenome) fosse adicionado Egas Moniz, em virtude de a família, descender em linha directa de Egas Moniz, o aio de Dom Afonso Henriques.
Formação e actividade académica
Completou a instrução primária na Escola do Padre José Ramos e o Curso Liceal no Colégio de S. Fiel, dos Jesuítas, em Louriçal do Campo, concelho de Castelo Branco. Formou-se em Medicina na Universidade de Coimbra, onde começou por ser lente substituto, leccionando anatomia e fisiologia. Em 1911 foi transferido para a recém-criada Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa onde foi ocupar a cátedra de neurologia como professor catedrático. Reformou-se em Fevereiro de 1944.
Em 1950 é fundado, no Hospital Júlio de Matos, o Centro de Estudos Egas Moniz, do qual é presidente. O Centro de Estudos é, em 1957 transferido para o serviço de Neurologia do Hospital de Santa Maria onde existe ainda hoje compreendendo, entre outros, o Museu Egas Moniz (onde se encontra uma restituição do seu gabinete de trabalho com as peças originais, vários manuscritos, entre outros).
Egas Moniz contribuiu decisivamente para o desenvolvimento da medicina ao conseguir pela primeira vez dar visibilidade às artérias do cérebro. A Angiografia Cerebral, que descobriu após longas experiências com raios X, tornou possível localizar neoplasias, aneurismas, hemorragias e outras mal-formações no cérebro humano e abriu novos caminhos para a cirurgia cerebral.
As suas descobertas clínicas foram reconhecidas pelos grandes neurologistas da época, que admiravam a acuidade das suas análises e observações.
Actividade política
Egas Moniz teve também papel activo na vida política. Foi fundador do Partido Republicano Centrista, dissidência do Partido Evolucionista; apoiou o breve regime de Sidónio Pais, durante o qual exerceu as funções de Embaixador de Portugal em Madrid (1917) e Ministro dos Negócios Estrangeiros (1918); viu entretanto o seu partido fundir-se com o Partido Sidonista. Foi ainda um notável escritor e autor de uma notável obra literária, de onde se destacam as obras "A nossa casa" e "Confidências de um investigador científico".
Faleceu em Lisboa, a 13 de Dezembro de 1955.
Actividade científica
Como investigador, Egas Moniz, contando com a preciosa colaboração de Pedro Almeida Lima, gizou duas técnicas: a leucotomia pré-frontal e a angiografia cerebral.
Prémio Nobel
Egas Moniz foi proposto cinco vezes (1928, 1933, 1937, 1944 e 1949) ao Nobel de Fisiologia ou Medicina, sendo galardoado em 1949. A primeira delas acontece alguns meses depois de ter publicado o primeiro artigo sobre a encefalografia arterial e, subsequentemente, ter feito, no Hospital de Necker, em Paris, uma demonstração da técnica encefalográfica. Este imediatismo não era uma coisa absolutamente ridícula pois, na verdade, «a vontade de Alfred Nobel era precisamente a de galardoar trabalhos desenvolvidos no ano anterior ao da atribuição do Prémio» (Cf. Manuel Correia, 2006 [1]).
A técnica desenvolvida por Egas Moniz, a operação ao cérebro denominada lobotomia, após forte controvérsia deixou de ser praticada na década de 1960. Familiares de pacientes que sofreram aquela intervenção cirúrgica exigiram que fosse anulada a atribuição do Prémio Nobel feita a Egas Moniz.

Fonte: Wikipedia
João Paulo Silva

limburgo
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 3931
Registado: domingo mai 10, 2009 10:01 am

Re: Nota do Mês de Junho-Notas de Personalidades masculinas

#10 Mensagem por limburgo » terça jun 19, 2012 10:08 am

Angola 20 escudos 1956 António Francisco da Silva Porto
Imagem
Imagem
http://pt.wikipedia.org/wiki/Ant%C3%B3n ... ilva_Porto
Se a inveja matasse a humanidade já nao existia.
Cumps Paulo

Responder

Voltar para “Notafilia”