Cardeal-Rei D. HENRIQUE I ; meio tostão 1578/1580.

Moderadores: Praça, LMACHADO, palves, Jacinto Silva, crislaine, Moderador de Honra

Mensagem
Autor
Avatar do Utilizador
numisiuris
Reinado D.Sancho I
Mensagens: 2545
Registado: sexta abr 11, 2014 7:07 am

Re: Cardeal-Rei D. HENRIQUE I ; meio tostão 1578/1580.

#31 Mensagem por numisiuris » quarta jan 15, 2020 7:32 pm

gil costa Escreveu:
quarta jan 15, 2020 7:26 pm
Tauler e Fau?
Não sabem - nem lhes interessa, que o problema deles é vender - o que é uma moeda.
Se esse "o que é uma moeda" tiver um ponto de interrogação no fim, numa oral de economia política a resposta certa seria "é um bem económico".



alpinojuan
Reinado D.Maria I
Mensagens: 468
Registado: sexta jun 07, 2019 10:03 pm

Re: Cardeal-Rei D. HENRIQUE I ; meio tostão 1578/1580.

#32 Mensagem por alpinojuan » quarta jan 15, 2020 8:09 pm

Boa noite caro Pedro

Não me venho pronunciar sobre a moeda, já por aqui andam opiniões de foristas experientes.

Venho dar-lhe uma palavra de calma, o negócio ao que percebi é tão recente que está a reagir a quente a tudo, o que já fez é suficiente para ficar calmo e respirar fundo. Vai ter dois meses para "pensar" e ponderar o negócio como deve ser e por ventura aconselhar-se junto de quem ache que o pode ajudar.
Já me vi numa situação parecida com a sua, pelo que estes dois meses vão ser "preciosos", tenha calma o que hoje parece ser um beco sem saída, amanhã com a cabeça mais fria é diferente. Bem sei a sensação de murro no estômago que é, o desenrolar do tópico.
Vai ter tempo para pensar em todas as possibilidades, e estes dois meses, lhe garanto vão ser cruciais. Acredito que passou o dia numa correia a tentar perceber se as opiniões são todas iguais, e se apareceu alguém em sentido oposto a esperança renasceu, tenha calma.

Nestes casos, e como já disse o tempo que lhe foi concedido é essencial, respire fundo o tempo neste caso é seu melhor amigo.

Cordialmente
Juan Santos

Pedro Leg
Reinado D.João V
Mensagens: 574
Registado: domingo set 29, 2019 3:07 pm

Re: Cardeal-Rei D. HENRIQUE I ; meio tostão 1578/1580.

#33 Mensagem por Pedro Leg » quarta jan 15, 2020 8:20 pm

alpinojuan Escreveu:
quarta jan 15, 2020 8:09 pm
Boa noite caro Pedro

Não me venho pronunciar sobre a moeda, já por aqui andam opiniões de foristas experientes.

Venho dar-lhe uma palavra de calma, o negócio ao que percebi é tão recente que está a reagir a quente a tudo, o que já fez é suficiente para ficar calmo e respirar fundo. Vai ter dois meses para "pensar" e ponderar o negócio como deve ser e por ventura aconselhar-se junto de quem ache que o pode ajudar.
Já me vi numa situação parecida com a sua, pelo que estes dois meses vão ser "preciosos", tenha calma o que hoje parece ser um beco sem saída, amanhã com a cabeça mais fria é diferente. Bem sei a sensação de murro no estômago que é, o desenrolar do tópico.
Vai ter tempo para pensar em todas as possibilidades, e estes dois meses, lhe garanto vão ser cruciais. Acredito que passou o dia numa correia a tentar perceber se as opiniões são todas iguais, e se apareceu alguém em sentido oposto a esperança renasceu, tenha calma.

Nestes casos, e como já disse o tempo que lhe foi concedido é essencial, respire fundo o tempo neste caso é seu melhor amigo.

Cordialmente
Juan Santos
Caro Juan Santos, muito obrigado ;)
Última edição por Pedro Leg em quinta jan 16, 2020 12:28 am, editado 1 vez no total.
HUMANIDADE - SOLIDARIEDADE - UNIDADE

Avatar do Utilizador
gil costa
Reinado D.Filipe I
Mensagens: 897
Registado: sábado mai 10, 2014 8:32 pm

Re: Cardeal-Rei D. HENRIQUE I ; meio tostão 1578/1580.

#34 Mensagem por gil costa » quinta jan 16, 2020 12:25 am

Sim, não esteja preocupado. Tenho a certeza que o não deixam ficar mal.
A sério. É que nem pense nisso!

E se a moeda vier certificada fique com ela.
(Não se esqueça de contar, quando souber - porque, se vier certificada, quero dizer que eu acreditava: a moeda, velha parece! Gostava de a ver na mão...)
GPC
§Chercheur de trésors§
Todas as minhas moedas são para vender. As moedas e o resto dos achados. :-) Ou dar. Também já aconteceu.

Pedro Leg
Reinado D.João V
Mensagens: 574
Registado: domingo set 29, 2019 3:07 pm

Re: Cardeal-Rei D. HENRIQUE I ; meio tostão 1578/1580.

#35 Mensagem por Pedro Leg » quinta jan 16, 2020 12:35 am

gil costa Escreveu:
quinta jan 16, 2020 12:25 am
Sim, não esteja preocupado. Tenho a certeza que o não deixam ficar mal.
A sério. É que nem pense nisso!

E se a moeda vier certificada fique com ela.
(Não se esqueça de contar, quando souber - porque, se vier certificada, quero dizer que eu acreditava: a moeda, velha parece! Gostava de a ver na mão...)
Estou chateado moderadamente ; estava pior se a tivesse pago .
Se a moeda vier certificada, fico com ela ; sabe porquê ? Leia com atenção o postal que transcrevo da autoria do nosso colega tm1950, a quem desde já saúdo :

tm1950 » quarta jan 08, 2020 6:17 pm (topico SAL GROSSO)

"...Prefiro escrever sobre as certificações. Sem ser profeta, ou simples adivinho, sou de opinião que as certificações vieram para ficar e, cada vez mais, inundar o mercado deste tipo de peças: notas e moedas.
A minha profecia vai no sentido de que na próxima geração a esmagadora maioria das peças com um valor comercial superior a 50€ estarão encastradas.
Sendo assim, os interessados passarão a olhar mais para a embalagem do que para a peça. As pessoas vêem o que diz a embalagem e reagem apenas a isso. Numa feira, eu procurarei a nota com valor de certificação 65, ou superior, e nem olho para ela.
Até para quem quiser analisar melhor a peça, a tarefa está mais dificultada o que conduzirá a sucessivo afastamento do estudo criterioso da peça. Mesmo aceitando que nas empresas certificadoras haja mais competência, diminuindo o erro da avaliação, o resultado da certificação será aceite pela comunidade como definitivo e sem contestação.
..."

Isto é Realpolitik :) quando deixei o seminario e ingressei na vida militar deixei-me de idealismos. Não sou nenhum Dom Quixote que luta contra moinhos de vento.

ps; eu mostro-lhe a moeda pessoalmente sem problema algum...se eu ficar com ela :)
HUMANIDADE - SOLIDARIEDADE - UNIDADE

Avatar do Utilizador
numisiuris
Reinado D.Sancho I
Mensagens: 2545
Registado: sexta abr 11, 2014 7:07 am

Re: Cardeal-Rei D. HENRIQUE I ; meio tostão 1578/1580.

#36 Mensagem por numisiuris » quinta jan 16, 2020 1:48 am

Pedro Leg Escreveu:
quinta jan 16, 2020 12:35 am
gil costa Escreveu:
quinta jan 16, 2020 12:25 am
Sim, não esteja preocupado. Tenho a certeza que o não deixam ficar mal.
A sério. É que nem pense nisso!

E se a moeda vier certificada fique com ela.
(Não se esqueça de contar, quando souber - porque, se vier certificada, quero dizer que eu acreditava: a moeda, velha parece! Gostava de a ver na mão...)
Estou chateado moderadamente ; estava pior se a tivesse pago .
Se a moeda vier certificada, fico com ela ; sabe porquê ? Leia com atenção o postal que transcrevo da autoria do nosso colega tm1950, a quem desde já saúdo :

tm1950 » quarta jan 08, 2020 6:17 pm (topico SAL GROSSO)

"...Prefiro escrever sobre as certificações. Sem ser profeta, ou simples adivinho, sou de opinião que as certificações vieram para ficar e, cada vez mais, inundar o mercado deste tipo de peças: notas e moedas.
A minha profecia vai no sentido de que na próxima geração a esmagadora maioria das peças com um valor comercial superior a 50€ estarão encastradas.
Sendo assim, os interessados passarão a olhar mais para a embalagem do que para a peça. As pessoas vêem o que diz a embalagem e reagem apenas a isso. Numa feira, eu procurarei a nota com valor de certificação 65, ou superior, e nem olho para ela.
Até para quem quiser analisar melhor a peça, a tarefa está mais dificultada o que conduzirá a sucessivo afastamento do estudo criterioso da peça. Mesmo aceitando que nas empresas certificadoras haja mais competência, diminuindo o erro da avaliação, o resultado da certificação será aceite pela comunidade como definitivo e sem contestação.
..."

Isto é Realpolitik :) quando deixei o seminario e ingressei na vida militar deixei-me de idealismos. Não sou nenhum Dom Quixote que luta contra moinhos de vento.

ps; eu mostro-lhe a moeda pessoalmente sem problema algum...se eu ficar com ela :)
Não posso deixar de ler o postal acima transcrito com alguma ironia. Naturalmente que comunidade nenhuma vai algum dia aceitar como verdadeira uma moeda que é falsificada, sob o pretexto de que está dentro de uma caixa que atesta a sua autenticidade. Não sendo também eu profeta, nem católico sequer, muito menos "da tropa", ou sequer do rebanho, consigo no entanto olhar para trás, e ver um morabitino de D. Afonso Henriques, que um tal de Monteiro dos Milhões pagou bem caro, ser posto à venda num leilão da Schulman de 1911. E a verdade é que o Museu da Moeda, para quem quiser ver esse morabitino, ainda o expõe na sua montra virtual. E a verdade também é que não existem em Portugal nem no mundo mais do que 10 ou 20 pessoas que saibam com propriedade e completude todos os motivos pelos quais esse morabitino é obviamente falsificado. Minto, talvez existam mais do que 10 ou 20 pessoas, porque talvez tenha existido muita gente a ler o estudo de Francisco Magro, ou o de Laulo Baptista, ou o de Ferraro Vaz, ou até o de Batalha Reis ou Leite de Vasconcelos.

Sugiro que aguardemos pacientemente o desenrolar desta novela. Como disse acima, não acredito que a ngc certifique isto.

paulj
Reinado D.Filipe III
Mensagens: 766
Registado: quarta mai 15, 2013 2:30 am

Re: Cardeal-Rei D. HENRIQUE I ; meio tostão 1578/1580.

#37 Mensagem por paulj » quinta jan 16, 2020 3:21 am

numisiuris Escreveu:
quinta jan 16, 2020 1:48 am
Pedro Leg Escreveu:
quinta jan 16, 2020 12:35 am
gil costa Escreveu:
quinta jan 16, 2020 12:25 am
Sim, não esteja preocupado. Tenho a certeza que o não deixam ficar mal.
A sério. É que nem pense nisso!

E se a moeda vier certificada fique com ela.
(Não se esqueça de contar, quando souber - porque, se vier certificada, quero dizer que eu acreditava: a moeda, velha parece! Gostava de a ver na mão...)
Estou chateado moderadamente ; estava pior se a tivesse pago .
Se a moeda vier certificada, fico com ela ; sabe porquê ? Leia com atenção o postal que transcrevo da autoria do nosso colega tm1950, a quem desde já saúdo :

tm1950 » quarta jan 08, 2020 6:17 pm (topico SAL GROSSO)

"...Prefiro escrever sobre as certificações. Sem ser profeta, ou simples adivinho, sou de opinião que as certificações vieram para ficar e, cada vez mais, inundar o mercado deste tipo de peças: notas e moedas.
A minha profecia vai no sentido de que na próxima geração a esmagadora maioria das peças com um valor comercial superior a 50€ estarão encastradas.
Sendo assim, os interessados passarão a olhar mais para a embalagem do que para a peça. As pessoas vêem o que diz a embalagem e reagem apenas a isso. Numa feira, eu procurarei a nota com valor de certificação 65, ou superior, e nem olho para ela.
Até para quem quiser analisar melhor a peça, a tarefa está mais dificultada o que conduzirá a sucessivo afastamento do estudo criterioso da peça. Mesmo aceitando que nas empresas certificadoras haja mais competência, diminuindo o erro da avaliação, o resultado da certificação será aceite pela comunidade como definitivo e sem contestação.
..."

Isto é Realpolitik :) quando deixei o seminario e ingressei na vida militar deixei-me de idealismos. Não sou nenhum Dom Quixote que luta contra moinhos de vento.

ps; eu mostro-lhe a moeda pessoalmente sem problema algum...se eu ficar com ela :)
Não posso deixar de ler o postal acima transcrito com alguma ironia. Naturalmente que comunidade nenhuma vai algum dia aceitar como verdadeira uma moeda que é falsificada, sob o pretexto de que está dentro de uma caixa que atesta a sua autenticidade. Não sendo também eu profeta, nem católico sequer, muito menos "da tropa", ou sequer do rebanho, consigo no entanto olhar para trás, e ver um morabitino de D. Afonso Henriques, que um tal de Monteiro dos Milhões pagou bem caro, ser posto à venda num leilão da Schulman de 1911. E a verdade é que o Museu da Moeda, para quem quiser ver esse morabitino, ainda o expõe na sua montra virtual. E a verdade também é que não existem em Portugal nem no mundo mais do que 10 ou 20 pessoas que saibam com propriedade e completude todos os motivos pelos quais esse morabitino é obviamente falsificado. Minto, talvez existam mais do que 10 ou 20 pessoas, porque talvez tenha existido muita gente a ler o estudo de Francisco Magro, ou o de Laulo Baptista, ou o de Ferraro Vaz, ou até o de Batalha Reis ou Leite de Vasconcelos.

Sugiro que aguardemos pacientemente o desenrolar desta novela. Como disse acima, não acredito que a ngc certifique isto.
Tem toda a razão, ninguém vai adquirir uma moeda nitidamente falsa só porque está num "caixão", a não ser algum ignorante!

AdrianoHS
Reinado D.João IV
Mensagens: 700
Registado: segunda nov 26, 2018 4:47 am

Re: Cardeal-Rei D. HENRIQUE I ; meio tostão 1578/1580.

#38 Mensagem por AdrianoHS » quinta jan 16, 2020 3:31 am

Olá à todos.

Perdão me intrometer no assunto.
A China produz box das certificadoras, vazias, com código de barras (da que desejar) e tag holográfico, na quantidade que o freguês quiser. Vai constar como ok na base de dados das certificadoras.
Não vejo garantia alguma na certificação, apenas burocratizar algum outro meio de falsificação. Sem falar que a própria certificadora pode errar.
Lamento, amigo Pedro, o ocorrido. Situação desagradável realmente. Mas como foi sugerido, calma e paciência.

Abraços

Pedro Leg
Reinado D.João V
Mensagens: 574
Registado: domingo set 29, 2019 3:07 pm

Re: Cardeal-Rei D. HENRIQUE I ; meio tostão 1578/1580.

#39 Mensagem por Pedro Leg » quinta jan 16, 2020 7:03 am

Agora sou eu que peço calma às tropas !
Passei do modo "chateado" ao modo "divertido". Eu não paguei a moeda, lembram-se ? Para quê tanto choro e ranger de dentes ? :)
Quando eu compro uma moeda, certificada ou não, verdadeira ou falsa, não é para a vender a outro ignorante como eu. Concordo com as conclusões do postal que transcrevi porque este mundo é assim feito e não caminha para melhor.

Se um dia uma das minhas amantes me conseguir arruinar ainda tenho umas propriedades em África e outras aqui no burgo que posso pôr no prego ... não preciso de me tornar mercador de moedas em feiras, mercados ou leilões...:) Fiquem pois descansados pois eu nunca tive vocação para vigarista e já é tarde para começar uma nova carreira.

Os especialistas da NGC, tal como todos os especialistas de todas as profissões por vezes enganam-se... mas não se enganam todos os dias nem sequer se enganam frequentemente. Os detalhes que mostram a falsidade desta peça são tão evidentes, (segundo alguns estimados iniciados deste forum), que de certeza absoluta mesmo os estagiários da NGC a vão mandar para traz. E se a maldita vier certificada fico com ela. Querem conhecer outra razão ? porque, depois de hesitar, acabei por aceitar esse acordo com a "Tauler & Fau Herrero" e que a minha palavra vale mais do que a m... de 1800 euros. Por outro lado, espero bem que a maldita venha certificada, ficara exposta em lugar de destaque e terei uma boa historia para contar às minhas visitas :)

Ainda é cedo e a cama ainda esta quente, vou voltar para os braços da minha amante. Desejo um bom dia à "comunidade" dos numismatas :beer:
Última edição por Pedro Leg em quinta jan 16, 2020 5:27 pm, editado 3 vezes no total.
HUMANIDADE - SOLIDARIEDADE - UNIDADE

Avatar do Utilizador
silvio2
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 6097
Registado: sexta jun 28, 2013 4:10 pm
Localização: Leiria (Distrito)

Re: Cardeal-Rei D. HENRIQUE I ; meio tostão 1578/1580.

#40 Mensagem por silvio2 » quinta jan 16, 2020 7:34 am

Pedro Leg Escreveu:
quinta jan 16, 2020 7:03 am
(...//...)
Ainda é cedo e a cama ainda esta quente, vou voltar para os braços da minha amante. Desejo um bom dia à "comunidade" dos numismatas :beer:
:biglaugh: ... llew peels dna gnilims peek ,mlac yats ,yrrow t'nod ,reteP nhoJ dneirf raeD
Cumprimentos,
Sílvio Silva

Responder

Voltar para “D. Henrique I”