O Carimbo Lattice

Moderadores: Netfobia, Moderador de Honra

Mensagem
Autor
Avatar do Utilizador
MoedasdeMinas
Reinado D.Afonso II
Mensagens: 2291
Registado: segunda mar 12, 2012 8:00 pm
Localização: Belo Horizonte - MG (Brasil)
Contacto:

O Carimbo Lattice

#1 Mensagem por MoedasdeMinas » terça mar 13, 2012 12:20 pm

Durante o processo de independência das colônias hispânicas nas Américas iniciado em 1808, o rei restaurado no trono Fernando VII conseguiu (á muito custo) conservar algumas de suas possessões coloniais. Dentre as principais colônias conservadas sob a égide colonial estão as ilhas de Cuba, Porto Rico e Espanhola (Dominicana), antigas integrantes da capitania de Nova Guatemala e do Vice-reinado de Nova Espanha.
As guerras promovidas pelos realistas pró Fernando VII para manter as colônias espanholas nas Américas custaram uma soma de dinheiro muito grande, o que, á partir de 1839 resulta em um processo inflacionário de desvalorização do Real de Vellon (prata da liga 812 milésimos). Porém como a comunicação entre a metrópole e as colônias naquele período não era tão célere, alguns comerciantes ávidos por lucros resolvem exportar pesetas (2 reales) para Cuba, á fim de lucrarem com essa transação, introduzindo peças que possuíam valor rebaixado em Espanha, ao preço do antigo real colonial. Esse fato que chegou ao domínio das autoridades coloniais á partir de 1840 obriga, através de uma ordenança do próprio rei, a contramarcação das peças de 2 reales (as pesetas sevilhanas, madrilhenhas e de cadiz) com um carimbo, restringindo a circulação dessas peças á ilha cubana. O decreto é assinado em 22 de maio de 1841, e são autorizados á criação de 50 carimbos, para atender toda a demanda. Esses 50 carimbos oficiais são divididos entre os portos da ilha. O carimbo oficialmente foi empregado nos portos coloniais de: Trinidad e Santiago em Cuba e também em Santo Domingo, porém há possibilidade que tenha sido empregado também em Havana que era a capital econômica daquela região. A conservação das ilhas de Cuba, Espanhola (Dominicana) e Porto Rico, como colônias espanholas sugere que a circulação das peças com carimbo tenha sido estendida para essas outras ilhas.
A descrição do carimbo: esses carimbos possuem uma grade formada pelo cruzamento de quatro barras e ao centro uma estrela, essa grade colonial (treliça) é chamada de lattice. Na prática o carimbo é emitido em peças de 2 e 4 reales da liga de vellon, ou seja em liga de prata 812 milésimos, porém há exemplares de moedas colônias de liga forte 900 milésimos também carimbadas (peças de Potosi, Lima, México, Guatemala) e algumas peças de ouro revolucionárias mexicanas, também receberam o carimbo, como os 2 reales de 1813 de Morelos. Esse carimbo que surge para valorizar as peças de 2 reales em 1\5, acaba por ser adotado para restringir o meio circulante, impedindo que as moedas menores, tão essenciais para o comércio saíssem da ilha de Cuba.
Como há muitas variantes do carimbo e também muitas variantes das peças base de 2 reales e 4 reales, a coleção desse tema colonial é de grande valia para o estudo desse período histórico que resultou tardiamente na guerra hispano-americana, momento em que os EUA tomaram as últimas posses espanholas e se tornaram um país imperialista.


"O sábio não é o homem que fornece as verdadeiras respostas, é quem faz as verdadeiras perguntas" - Strauss

Avatar do Utilizador
doliveirarod
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 15685
Registado: terça nov 09, 2004 2:50 am
Localização: Brasil

Re: O Carimbo Lattice

#2 Mensagem por doliveirarod » terça mar 13, 2012 2:22 pm

Muito bom texto!

Os carimbos Lattice estão aqui:

http://www.forum-numismatica.com/viewto ... 62&t=35586
http://www.megaleiloes.com/leiloes.php? ... liveirarod ML - http://lista.mercadolivre.com.br/_CustId_14426169
"O colecionador é um homem mais feliz"
DIGA "NÃO" ÀS FALSIFICAÇÕES CHINESAS - Não colabore com mercado criminoso

Avatar do Utilizador
MoedasdeMinas
Reinado D.Afonso II
Mensagens: 2291
Registado: segunda mar 12, 2012 8:00 pm
Localização: Belo Horizonte - MG (Brasil)
Contacto:

Re: O Carimbo Lattice

#3 Mensagem por MoedasdeMinas » terça mar 13, 2012 5:31 pm

"O sábio não é o homem que fornece as verdadeiras respostas, é quem faz as verdadeiras perguntas" - Strauss

Avatar do Utilizador
victor brasil
Reinado D.João II
Mensagens: 1159
Registado: quinta fev 02, 2012 2:43 pm
Localização: Campinas SP BR

Re: O Carimbo Lattice

#4 Mensagem por victor brasil » quinta mar 15, 2012 6:16 pm

tambem tenho algumas peças com este carimbo de cuba. tinha curiosidade de saber acerca deste Ordenanzas del 22-III 28-XI de 1841 , ou decreto de 22 de maio (ou março) de 1841, onde encontro algo a respeito?
Replica, se fosse boa, seria a peça original. Evite.

Avatar do Utilizador
MoedasdeMinas
Reinado D.Afonso II
Mensagens: 2291
Registado: segunda mar 12, 2012 8:00 pm
Localização: Belo Horizonte - MG (Brasil)
Contacto:

Re: O Carimbo Lattice

#5 Mensagem por MoedasdeMinas » quinta mar 15, 2012 7:27 pm

Victor quem sabe algum colega forista espanhol tenha acesso ao acervo de ordenanzas e nos dê luz sobre esse tema, ficamos no aguardo.

cordialmente,.
"O sábio não é o homem que fornece as verdadeiras respostas, é quem faz as verdadeiras perguntas" - Strauss

Avatar do Utilizador
victor brasil
Reinado D.João II
Mensagens: 1159
Registado: quinta fev 02, 2012 2:43 pm
Localização: Campinas SP BR

Re: O Carimbo Lattice

#6 Mensagem por victor brasil » sábado abr 14, 2012 4:28 am

Imagem
essas sao as peças da nova nova tematica de coleção que me interessei em começar, e aproveito para compartilhar.
2 carimbos cuba, sendo 1 em 2 reales de 1808 e 1 em 4 reales de vellon 1810
acompanhados das pecas similares sem o carimbo.
e o nao menos majestoso realzinho.
agora me falta garimpar pelo menos um Ferdinand VII com carimbo (se existir) e um Carolus IIII sem o carimbo.... por enquanto
Replica, se fosse boa, seria a peça original. Evite.

Avatar do Utilizador
MoedasdeMinas
Reinado D.Afonso II
Mensagens: 2291
Registado: segunda mar 12, 2012 8:00 pm
Localização: Belo Horizonte - MG (Brasil)
Contacto:

Re: O Carimbo Lattice

#7 Mensagem por MoedasdeMinas » quarta mai 30, 2012 3:00 pm

Veja a evolução dos símbolos coloniais em Cuba:
Imagem

O sol nascendo no horizonte sempre esteve ligado a identidade da ilha.
A treliça pode ser um símbolo de status e poder colonial, pois estava presente só nas casas mais abastadas, ou pode ser um símbolo meramente alfandegário, pois já ví carimbos em documentos com esse "jogo da velha", porém não sei qual seria a interpretação do símbolo nesses documentos. Seria para destacar? Seria para alertar? Simbolizaria alguma troca de prioridade?

Esse é um tema que temos que estudar mais...
"O sábio não é o homem que fornece as verdadeiras respostas, é quem faz as verdadeiras perguntas" - Strauss

Avatar do Utilizador
colecionadordemoedas
Reinado D.Pedro V
Mensagens: 210
Registado: sexta dez 30, 2005 5:35 pm
Localização: Paraná - Brasil

Re: O Carimbo Lattice

#8 Mensagem por colecionadordemoedas » sexta jan 03, 2014 7:06 pm

MoedasdeMinas Escreveu:Veja a evolução dos símbolos coloniais em Cuba:

O sol nascendo no horizonte sempre esteve ligado a identidade da ilha.
A treliça pode ser um símbolo de status e poder colonial, pois estava presente só nas casas mais abastadas, ou pode ser um símbolo meramente alfandegário, pois já ví carimbos em documentos com esse "jogo da velha", porém não sei qual seria a interpretação do símbolo nesses documentos. Seria para destacar? Seria para alertar? Simbolizaria alguma troca de prioridade?

Esse é um tema que temos que estudar mais...
Olá Sergio!

Estou pesquisando um pouco mais sobre os carimbos, e encontrei algumas evidências sobre o carimbo de "grade" que quero compartilhar com os amigos, por este motivo, estou ressuscitando :bow: este tópico.

Acredito que o "lattice" ou "treliça", ou ainda "grade" esteja ligado ao formato urbanístico imposto pelos colonizadores europeus em suas colônias na américa (principalmente espanhola) onde se adaptou o formato urbanístico linear, configurado por quadrados separados por linhas.

Veja este exemplo extraído do livro "The ideal and the real: Urban Codes in the Spanish-América Lettered City" por Stephen Marshall., que cita um texto de Jean-François Lejeune que revela as "invariantes de planejamento americana Espanhola" em 1502, onde se fala da disposição das ruas e quadras, como a forma geométrica do "lattice":

Primeiro, o prefeito deve gerar a rede de ruas, neste caso, a partir de um bloco vazio e/ou parcialmente ocupado pela catedral, em segundo lugar, o padrão de xadrez paralelo ao bloco central, como figura geométrica básica, aqui com feito de manter bem ventilada a área central, com ruas retas abrindo sobre o mar e rio.

Outra fonte interessante é o poema "cuadrados y Ángulos" ("Praças e esquinas"), pelo poeta do século XX, Alfonsina Storni, que começa simplesmente, igualando casas em uma linha com seu resumo, forma geométrica, o quadrado:

Casas enfiladas. Casas enfiladas. Casas enfiladas.
Cuadrados. Cuadrados. Cuadrados.


Storni em linhas gerais critica esta forma de organização urbana na América Latina, que a principio, os primeiros conquistadores basearam-se em precedentes estabelecidos durante a guerra peninsular contra os islâmicos, bem como em exemplos romanos antigos, para fundar cidades com formatos baseados em grade (ou Lattice) no Caribe.

As Leis de Índias de 1573, codificava os modos de construir cidades (além de regulamentar toda vida social, política e econômica das possessões espanholas nas americas e filipinas), e esta forma de grade uniformizada torna-se obrigatória neste códice, baseando este princípio na estética e praticidade:

"... deve tentar, tanto quanto possível ter todos os edifícios de um tipo por causa da beleza da cidade", diz artigo 134.
...A disposição da grade irá variar apenas de acordo com o sentido dos ventos e requisitos de defesa (Art. 114 e 116).
A instrução promoverá a saúde e limpeza (121 e 122).
E, acima de tudo, deve dar a impressão de ordem e permanência. Assim, o espanhol não deve "permitir que os índios, adentrarem os limites da cidade até que seja construído e suas defesas prontas e casas construídas de modo que quando os índios vê-los serão golpeados com admiração e entenderão que os espanhóis estão lá para resolver de forma permanente e não temporária "


Estas leis especificavam muitos detalhes das cidades, entre os quais, um plano é centrado em uma Plaza Mayor (praça principal) de tamanho dentro dos limites especificados, das quais doze ruas retas são construídos em uma grade retilínea. Os sentidos das ruas são escolhidos de acordo com os ventos dominantes, para proteger a Plaza Mayor, de forma a dar tombo a ataque inimigo.
A imensa maioria de vilas fundada em qualquer parte do Império Espanhol na América (que atualmente consistem em países independentes) foram planejadas de acordo com as Leis. Estes incluem muitos municípios com nomes espanhóis localizados no que é hoje os Estados Unidos (Cidades da Florida, do Texas e da Califórnia, por exemplo).


Havana, à época da aplicação dos Lattice

Imagem
créditos: http://www.umbrellatravel.com




Santo Domingo, à época da aplicação dos Lattice

Imagem
créditos: http://www.colonialzone-dr.com

O texto como um todo, vem do site http://openhumanitiespress.org/, que trata de uma questão urbanística no sentido de quebrar o formato angular e artificial, para um formato mais biológico e natural, tema este que esta totalmente fora do nosso assunto, mas que esta completamente inserido no contexto da nossa discussão (que é a grade/Lattice);



A partir destes dados, das observações e das coincidências, eu, acredito que o carimbo Lattice reflete o símbolo da “ordem e organização” europeia sobre as terras do novo mundo. Como o carimbo restringia a circulação da moeda às colônias, nada mais coerente do que aplicar sobre ele o símbolo da organização europeia (Grade Lattice), somado, talvez, ao SOL no centro, que é uma característica das colônias espanholas na américa, e como você cita, esteve sempre presente nos símbolos coloniais de Cuba e não só de Cuba, mas vemos nas bandeiras da Argentina, Uruguai, Antiqua, Bolívia, da extinta República da América Central, entre outras.
Ou ainda, o sol ao centro, poderia representar a Plaza Mayor, que era o ponto de partida para a orientação da cidade.

Imagem

O que acham?


Sds.


Jv.
:Brasil:
"Não há ninguém tão simples, que nada possa ensinar; Tão pouco, não há ninguém tão sábio que nada possa aprender"

Avatar do Utilizador
MoedasdeMinas
Reinado D.Afonso II
Mensagens: 2291
Registado: segunda mar 12, 2012 8:00 pm
Localização: Belo Horizonte - MG (Brasil)
Contacto:

Re: O Carimbo Lattice

#9 Mensagem por MoedasdeMinas » segunda jan 06, 2014 2:16 pm

Sim é uma ótima linha de raciocínio, principalmente se lembrar que o carimbo estampa peças para a circulação nas colônias remanescentes, que eram os últimos bastiões espanhóis no colonialismo americano.
Fernando queria e sonhava em ver-se novamente senhor de todas as colônias, revertendo as independências e os levantes, tanto que empenhou-se com a "flor" do seu exército em campanhas que infligiam aos "rebelados" duras derrotas, porém o tempo foi passando e os ânimos amainados da década de 1820 e 1830 acabaram por suplantar qualquer desejo de reconquista.
Então coube a Fernando e a Isabel logo posteriormente se contentar em reorganizar a estrutura colonialista com o que sobrou dela (as ilhas), e o carimbo é muito fruto deste desejo de reorganização pós turbulências...
"O sábio não é o homem que fornece as verdadeiras respostas, é quem faz as verdadeiras perguntas" - Strauss

Avatar do Utilizador
MoedasdeMinas
Reinado D.Afonso II
Mensagens: 2291
Registado: segunda mar 12, 2012 8:00 pm
Localização: Belo Horizonte - MG (Brasil)
Contacto:

Re: O Carimbo Lattice

#10 Mensagem por MoedasdeMinas » quinta fev 06, 2014 5:06 pm

Descobri estas moedas de uma coleção Colombiana, vou postar aqui para arquivo de fotos:
Imagem
"O sábio não é o homem que fornece as verdadeiras respostas, é quem faz as verdadeiras perguntas" - Strauss

Responder

Voltar para “Américas”