Série do Kyat de prata de Myanmar (Birmânia)

Moderadores: Netfobia, Moderador de Honra

Responder
Mensagem
Autor
Avatar do Utilizador
doliveirarod
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 15477
Registado: terça nov 09, 2004 2:50 am
Localização: Brasil

Série do Kyat de prata de Myanmar (Birmânia)

#1 Mensagem por doliveirarod » quarta abr 03, 2019 2:51 am

Demorei p/ completar essa série, mas está!
birmania.jpg
BIRMÂNIA (Myanmar): Nos tempos do início do cristianismo, era Myanmar uma terra sob a influência da Índia. O reino de Pagan surge em 849, unificando o centro do território que viria a se tornar Myanmar, fortalecendo a cultura local. O budismo começou a tomar vulto e se espalhar no século IX. O país foi invadido e ocupado pelos mongóis do séc. XIII ao XIV, porém a dinastia mongol respeitou e adotou a cultura birmanesa. No séc. XIV a dinastia dos Mons vence os Mongóis e se estabelece na capital, Bagan (Pegu). Em 1534, Tabinshwehti, rei da dinastia Taungu, no sul do país (Baixa Birmânia), empreende uma série de campanhas militares contra Pegu e a dinastia Mon, no intuito de unificar totalmente o país sob seu controle. Pegu era um porto estratégico e rico, e caiu em 1538. O rei da dinastia Mon foge o para Prome, e Tabinshwehti não consegue, a princípio, tomar a cidade, protegida por fortes muralhas. Assim, Tabinshwehti contrata os serviços de mercenários muçulmanos e de aventureiros europeus que estavam pela região à época, entram os portugueses na história do país, pois eram eles os marinheiros e aventureiros europeus contratados, com seus navios e tecnologias novas. Entretanto, os Mon também atentos a esses fatos, contratam os serviços de Paulo Seixas, que contava com 7 navios portugueses de seu lado. Tabinshwehti ataca Martabão contando com o português João Cayeyro, que consegue tomar a cidade comandando os mercenários, afastando os navios de Seixas com navios incendiários. Tomado Martabão, volta Tabinshwehti para Prome, cercando a cidade, que não resiste e cai em 1544. Após esse sucesso, é a vez dos reinos de Arracão e Ayutthaya. A capital do Arracão contava com fortificações portuguesas, o que evitou o ataque de Tabinshwehti, que levantou o cerco e voltou a Pegu. Nesse ínterim, com apoio do rei do Sião, o reino de Ayutthaya atacava as terras de Tabinshwehti, que ordenou um ataque ao Sião. Tabinshwehti contava com mais de 40.000 homens, e uma poderosa força de elefantes e mercenários, vencendo o rei do Sião, que foge. Ayutthaya é ataca em seguida, mas conta com a defesa de portugueses e seus arcabuzes, não chegando a cair. Em 1550, ons mon se rebelam, e Tabinshwehti acaba assassinado em sua própria corte, porém, deixando o país quase que totalmente unificado. Após a morte do unificador, o país entra em guerras de dinastias e disputas territoriais, até que Alaungpaya, fundador da dinastia Konbaung, reinando entre 1752 e 1760 consegue pacificar e reunificar o país completamente. O reino forte e unificado naquela região contrariava os interesses britânicos, até que depois de três guerras, entre 1824 e 1826, em 1852 e em 1885, os ingleses tomam conta do país, chamando-o de "Burma" (Birmânia). Permaneceu incorporado à Índia inglesa até 1937. Ocupado pelos japoneses na Segunda Guerra, obtém independência em 1948.

A NUMÁRIA: A série do Kyat é baseada no sistema indiano da Rúpia, possuindo o Kyat, tal como a Rúpia, um peso teórico de 11,6 gramas, com teor de prata 0,917. Embora tivessem equivalência com a Rúpia, as moedas birmanesas tinham suas próprias denominações locais. Os cunhos da moeda do pavão foram encomendados aos moedeiros franceses e abertos em Paris, sendo as peças batidas na própria capital do país, na Oficina Real de Mandalay, durante o reinado de Mindon da Dinastia Konbaung . A lei autorizou a cunhagem dos seguintes valores em prata e ouro, em 1852: 1 Pe, 1 Mu (2 Pe), 1 Mat (4 Pe), 5 Mu (10 Pe) e 1 kyat (5 Mat). Em ouro 1 Pe, 1 Mu, 2 Mu e 1 Pe, 5 Mu e o Kyat (equivalente ao Mohur de ouro indiano).

Todas foram cunhadas no ano de 1852 (1214 do calendário budista), época de guerra com a Inglaterra, de modo que circularam oficialmente apenas nos domínios do rei Mindon, na Alta Birmânia (norte), a Baixa Birmânia (sul) já tinha caído em poder dos britânicos, e por lá circulavam as rúpias da Índia Inglesa. O rei Mindon, para fazer caixa e para mostrar sua soberania, faz cunhar moeda.

Segue a série em prata (0,917):
kyat.jpg
Kyat
Verso: "PALÁCIO REAL DE MANDALAY" - Pavão, ave nacional.
Reverso: "BOM PARA UM KYAT" e data (1214)
Peso teórico: 11,6 gramas
KM 10

kmeio.jpg
1/2 Kyat - 5 Mu
Verso: "PALÁCIO REAL DE MANDALAY" - Pavão, ave nacional.
Reverso: "BOM PARA 1/2 KYAT" e data (1214)
Peso teórico: 5,8 gramas
KM 9

kquart.jpg
1/4 Kyat - Mat
Verso: "PALÁCIO REAL DE MANDALAY" - Pavão, ave nacional.
Reverso: "BOM PARA 1/4 KYAT" e data (1214)
Peso teórico: 2,9 gramas
KM 8

koitv.jpg
1/8 Kyat - Mu
Verso: "PALÁCIO REAL DE MANDALAY" - Pavão, ave nacional.
Reverso: "BOM PARA 1/8 KYAT" e data (1214)
Peso teórico: 1,4 gramas
KM 7

k16.jpg
1/16 Kyat - Pe
Verso: "PALÁCIO REAL DE MANDALAY" - Pavão, ave nacional.
Reverso: "BOM PARA 1/16 KYAT" e data (1214)
Peso teórico: 0,7 gramas
KM 6


A série deu trabalho p/ ser reunida. O Kyat é, na minha opinião, uma das cunhagens mais bonitas da Ásia no período. O exemplar do Kyat, embora seja o mais pesado e bonito, não é o mais raro. As mais difíceis de se achar são as de 1/2 Kyat e o Pe, este último deu "dor de cabeça" e "longa espera"... As moedas têm os campos levemente granulosos, é uma característica delas, as autênticas são assim.

O EMISSOR:
mindon-min-1808-1878king-of-burma-myanmar-from-1853-to-1878-1-he-was-G1DJYK.jpg
Mindon Min, da Dinastia Konbaung: Foi o penúltimo rei de Myanmar. Em 1852, ao fim da segunda guerra anglo-birmanesa, os ingleses anexavam a Baixa Birmânia ao Império da Índia, e Mindon assumia o lugar de seu irmão Pagan, que não conseguia fazer frente à pressão britânica. Mindon teve um reino "sob pressão" constante, buscou desesperadamente modernizar e armar a Birmânia, além de educar o povo, enviando vários estudantes para aprender ciências na Europa. Foi ele que criou a nova capital, Mandalay, e foi o responsável pela introdução da máquina de cunhagem de moedas, o que veio a modernizar o obsoleto sistema imperial. Ele e seu irmão Kanaung são até hoje lembrados comp excelentes administradores e modernizadores. Os britânicos, alarmados com a crescente modernização do exército birmanês, entram em acordo com dois príncipes, filhos de Mindon, que o atraiçoam, tentando sem sucesso matar o pai, matando, entretanto, o tio Kanaung. Desgostoso, é convencido por uma de suas esposas a matar todos os possíveis herdeiros, o que é realizado. Assim, em 1878, com sua morte, assume o trono Thibal, o marido de uma de suas filhas com a tal esposa. Thibaw não tem a habilidade necessária para manter o trono, sendo derrotado na terceira guerra anglo-birmanesa, quando os ingleses conquistam a Birmânia definitivamente, em 1885.
Não tem Permissão para ver os ficheiros anexados nesta mensagem.


http://www.megaleiloes.com/leiloes.php? ... liveirarod ML - http://lista.mercadolivre.com.br/_CustId_14426169
"O colecionador é um homem mais feliz"
DIGA "NÃO" ÀS FALSIFICAÇÕES CHINESAS - Não colabore com mercado criminoso

Avatar do Utilizador
AntonioMota
Reinado D.Filipe III
Mensagens: 792
Registado: sábado jan 28, 2006 10:17 am
Localização: Amarante / Celorico de Basto

Re: Série do Kyat de prata de Myanmar (Birmânia)

#2 Mensagem por AntonioMota » quarta abr 03, 2019 7:29 am

Parabéns pelo conjunto; tem tanto de difícil quanto de belo!!!

Avatar do Utilizador
silvio2
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 5015
Registado: sexta jun 28, 2013 4:10 pm
Localização: Leiria (Distrito)

Re: Série do Kyat de prata de Myanmar (Birmânia)

#3 Mensagem por silvio2 » quarta abr 03, 2019 8:27 am

Caro Fabiano, obrigado por nos "presentear" com mais um magnífico Tópico. :D
As suas postagens são, na realidade, verdadeiras lições de história que vão para além da vertente numismática.
O enquadramento histórico da época, ajuda a compreender melhor o "porquê" da emissão destas moedas.
Parabéns, pelos excelentes exemplares e por ter alcançado o objetivo de completar a série. :clap3:
Cumprimentos,
Sílvio Silva

Avatar do Utilizador
andremmf
Reinado D.Afonso IV
Mensagens: 1490
Registado: segunda nov 06, 2006 4:19 pm
Localização: Sintra

Re: Série do Kyat de prata de Myanmar (Birmânia)

#4 Mensagem por andremmf » quarta abr 03, 2019 11:40 am

Muito interessante.
Obrigado pela partilha e pela informação.
Parabéns pela série de belos exemplares!
André Fonseca

Avatar do Utilizador
soga80
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 4314
Registado: sábado dez 20, 2014 6:31 pm
Localização: Leiria

Re: Série do Kyat de prata de Myanmar (Birmânia)

#5 Mensagem por soga80 » quarta abr 03, 2019 9:19 pm

Parabéns pela partilha e pelas moedas... Obrigado

JOCA
Reinado D.Luís
Mensagens: 175
Registado: segunda nov 08, 2004 10:53 am
Localização: Barcelos

Re: Série do Kyat de prata de Myanmar (Birmânia)

#6 Mensagem por JOCA » quinta abr 04, 2019 6:37 pm

soga80 Escreveu:Parabéns pela partilha e pelas moedas... Obrigado
Idem...
Bonita e difícil série!

Avatar do Utilizador
LSalema
Reinado D.Afonso VI
Mensagens: 670
Registado: quarta mai 09, 2018 1:16 am

Re: Série do Kyat de prata de Myanmar (Birmânia)

#7 Mensagem por LSalema » sexta mai 10, 2019 5:47 pm

Excelente conjunto, parabéns pela aquisição, e também é claro pela história que acompanha.

Responder

Voltar para “Ásia”