Meio Tostão de D. Sebastião reproduzido por moldes

Fale aqui sobre moedas falsas ou viciadas

Moderador: Moderador de Honra

Mensagem
Autor
José Almeida
Reinado D.Afonso II
Mensagens: 2240
Registado: quinta mar 13, 2008 1:02 am
Localização: Maia / Porto - Sócio ANP Nº 1976 & Sócio SPN Nº 3592

Meio Tostão de D. Sebastião reproduzido por moldes

#1 Mensagem por José Almeida » quarta mai 06, 2020 3:29 pm

Este tipo de falsificações são relativamente fáceis de detectar, é a primeira que consigo para a minha coleção :)


Imagem
Imagem

Imagem


EUROESCUDO Escreveu:
sábado nov 20, 2010 12:47 pm
FALSAS POR GALVANOPLASTIA

. Para reproduzir uma moeda falsificada por este processo, é necessário, além do equipamento de Galvanoplastia e do Electrólito apropriado, fazer um molde tão perfeito quanto possível da moeda original, usando para o efeito cera própria ou produto similar.
. Normalmente não é possível reproduzir-se a Moeda por uma só vez, pelo que se usam dois moldes, um para cada face.
. Os moldes são cobertos com uma substancia capaz de reter o depósito metálico, quando este atinge a temperatura desejada, as peças são retiradas do banho, lavadas, separadas dos moldes, cheias com uma liga metálica apropriada e finalmente juntas por soldadura. .
. Uma vez apagados o mais possível os indícios de soldadura, a reprodução é de novo tratada por Galvanoplastia , desta vez para receber uma fina camada do metal original (Ouro ou prata) que ajuda a esconder os vestígios da soldadura, o que finalmente é polida.
. As características do processo imediatamente revelam os passos necessários para descobrir a falsificação.
- Um primeiro exame da peça revela uma espécie de ampliação dos pormenores da mesma, maior ou menor... conforme a espessura das camadas metálicas depositadas no molde.
- Mesmo à vista desarmada tem-se a noção de que os relevos são maiores.
- Um segundo exame que se pode fazer, especialmente em moedas de bordo liso, é raspar levemente o mesmo (em casos de forte e elevada suspeita...) pois assim ficam visíveis quer a junta quer o metal da primeira camada.
- Se a Moeda é de bordo serrilhado, e especialmente em moedas grandes, a serrilha é posta numa segunda operação após soldadura das duas metades.
- Neste caso convém raspar não na serrilha, mas no bordo do campo junto à serrilha, pois é aqui que se pode notar a nova junta, conforme imagem:


Se a moeda é serrilhada e pequena, a serrilha é reconstruída à lima e buril. Convém sempre e atentamente examinar a serrilha para procurar vestígios dessa reconstituição, especialmente traços das ferramentas ou diferenças de espessura dos dentes, que em caso forte de indícios deve-se raspar levemente o bordo.. quando devidamente justificável.

- O peso é regra geral diferente, no entanto o falsificador mais atento aos pormenores, a menos que o falsificador se tenha preocupado com este pormenor e o corrigido.
- O som da moeda ao ser batida é sempre diferente do original, embora não nos devemos esquecer que uma moeda genuína mas rachada tem igualmente um som diferente.!


Nem tudo o que reluz é ouro.




MCarvalho
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 8327
Registado: sexta nov 05, 2004 9:55 pm

Re: Meio Tostão de D. Sebastião reproduzido por moldes

#2 Mensagem por MCarvalho » quarta mai 06, 2020 3:32 pm

Ela já vinha com as faces descoladas, ou levou uma "ajuda" para servir de exemplo?
MCarvalho

José Almeida
Reinado D.Afonso II
Mensagens: 2240
Registado: quinta mar 13, 2008 1:02 am
Localização: Maia / Porto - Sócio ANP Nº 1976 & Sócio SPN Nº 3592

Re: Meio Tostão de D. Sebastião reproduzido por moldes

#3 Mensagem por José Almeida » quarta mai 06, 2020 3:38 pm

MCarvalho Escreveu:
quarta mai 06, 2020 3:32 pm
Ela já vinha com as faces descoladas, ou levou uma "ajuda" para servir de exemplo?
Aproveitei uma falha no bordo e separei os dois lados para ficar como exemplo.

MCarvalho
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 8327
Registado: sexta nov 05, 2004 9:55 pm

Re: Meio Tostão de D. Sebastião reproduzido por moldes

#4 Mensagem por MCarvalho » quarta mai 06, 2020 3:54 pm

José Almeida Escreveu:
quarta mai 06, 2020 3:38 pm
MCarvalho Escreveu:
quarta mai 06, 2020 3:32 pm
Ela já vinha com as faces descoladas, ou levou uma "ajuda" para servir de exemplo?
Aproveitei uma falha no bordo e separei os dois lados para ficar como exemplo.
É interessante. Vê-se até o tipo de cola que foi usada.
MCarvalho

Avatar do Utilizador
fernanrei
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 6660
Registado: terça mar 28, 2017 8:00 pm

Re: Meio Tostão de D. Sebastião reproduzido por moldes

#5 Mensagem por fernanrei » quarta mai 06, 2020 4:20 pm

É um bom exemplar para usar como referência para quem estuda este tipo de fenómenos, e está em boas mãos. :thumbupleft:
"Quod erat demonstrandum"


Avatar do Utilizador
silvio2
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 6252
Registado: sexta jun 28, 2013 4:10 pm
Localização: Leiria (Distrito)

Re: Meio Tostão de D. Sebastião reproduzido por moldes

#7 Mensagem por silvio2 » quarta mai 06, 2020 5:09 pm

Aqui está um bom exemplo ilustrativo (bem acompanhado pelo texto, claro), para se compreender melhor como "os artistas" conseguem fazer as "reproduções por molde" ... ;)
Obrigado, caro José Almeida, pela disponibilidade e partilha. :thumbupleft:
Cumprimentos,
Sílvio Silva

alpinojuan
Reinado D.Maria I
Mensagens: 480
Registado: sexta jun 07, 2019 10:03 pm

Re: Meio Tostão de D. Sebastião reproduzido por moldes

#8 Mensagem por alpinojuan » quarta mai 06, 2020 6:56 pm

Muito interessante.

É sempre bom estar alerta e ter referências para comparar.

Obrigado pela partilha.

Cordialmente
Juan Santos

Avatar do Utilizador
numisiuris
Reinado D.Sancho I
Mensagens: 2545
Registado: sexta abr 11, 2014 7:07 am

Re: Meio Tostão de D. Sebastião reproduzido por moldes

#9 Mensagem por numisiuris » quarta mai 06, 2020 7:46 pm

José Almeida Escreveu:
quarta mai 06, 2020 3:29 pm
Este tipo de falsificações são relativamente fáceis de detectar, é a primeira que consigo para a minha coleção :)


Imagem
Imagem

Imagem


EUROESCUDO Escreveu:
sábado nov 20, 2010 12:47 pm
FALSAS POR GALVANOPLASTIA

. Para reproduzir uma moeda falsificada por este processo, é necessário, além do equipamento de Galvanoplastia e do Electrólito apropriado, fazer um molde tão perfeito quanto possível da moeda original, usando para o efeito cera própria ou produto similar.
. Normalmente não é possível reproduzir-se a Moeda por uma só vez, pelo que se usam dois moldes, um para cada face.
. Os moldes são cobertos com uma substancia capaz de reter o depósito metálico, quando este atinge a temperatura desejada, as peças são retiradas do banho, lavadas, separadas dos moldes, cheias com uma liga metálica apropriada e finalmente juntas por soldadura. .
. Uma vez apagados o mais possível os indícios de soldadura, a reprodução é de novo tratada por Galvanoplastia , desta vez para receber uma fina camada do metal original (Ouro ou prata) que ajuda a esconder os vestígios da soldadura, o que finalmente é polida.
. As características do processo imediatamente revelam os passos necessários para descobrir a falsificação.
- Um primeiro exame da peça revela uma espécie de ampliação dos pormenores da mesma, maior ou menor... conforme a espessura das camadas metálicas depositadas no molde.
- Mesmo à vista desarmada tem-se a noção de que os relevos são maiores.
- Um segundo exame que se pode fazer, especialmente em moedas de bordo liso, é raspar levemente o mesmo (em casos de forte e elevada suspeita...) pois assim ficam visíveis quer a junta quer o metal da primeira camada.
- Se a Moeda é de bordo serrilhado, e especialmente em moedas grandes, a serrilha é posta numa segunda operação após soldadura das duas metades.
- Neste caso convém raspar não na serrilha, mas no bordo do campo junto à serrilha, pois é aqui que se pode notar a nova junta, conforme imagem:


Se a moeda é serrilhada e pequena, a serrilha é reconstruída à lima e buril. Convém sempre e atentamente examinar a serrilha para procurar vestígios dessa reconstituição, especialmente traços das ferramentas ou diferenças de espessura dos dentes, que em caso forte de indícios deve-se raspar levemente o bordo.. quando devidamente justificável.

- O peso é regra geral diferente, no entanto o falsificador mais atento aos pormenores, a menos que o falsificador se tenha preocupado com este pormenor e o corrigido.
- O som da moeda ao ser batida é sempre diferente do original, embora não nos devemos esquecer que uma moeda genuína mas rachada tem igualmente um som diferente.!


Nem tudo o que reluz é ouro.

MCarvalho Escreveu:
quarta mai 06, 2020 3:32 pm
Ela já vinha com as faces descoladas, ou levou uma "ajuda" para servir de exemplo?
José Almeida Escreveu:
quarta mai 06, 2020 3:38 pm
MCarvalho Escreveu:
quarta mai 06, 2020 3:32 pm
Ela já vinha com as faces descoladas, ou levou uma "ajuda" para servir de exemplo?
Aproveitei uma falha no bordo e separei os dois lados para ficar como exemplo.
MCarvalho Escreveu:
quarta mai 06, 2020 3:54 pm
José Almeida Escreveu:
quarta mai 06, 2020 3:38 pm
MCarvalho Escreveu:
quarta mai 06, 2020 3:32 pm
Ela já vinha com as faces descoladas, ou levou uma "ajuda" para servir de exemplo?
Aproveitei uma falha no bordo e separei os dois lados para ficar como exemplo.
É interessante. Vê-se até o tipo de cola que foi usada.
fernanrei Escreveu:
quarta mai 06, 2020 4:20 pm
É um bom exemplar para usar como referência para quem estuda este tipo de fenómenos, e está em boas mãos. :thumbupleft:
Monge Escreveu:
quarta mai 06, 2020 5:04 pm
Boa malha!
silvio2 Escreveu:
quarta mai 06, 2020 5:09 pm
Aqui está um bom exemplo ilustrativo (bem acompanhado pelo texto, claro), para se compreender melhor como "os artistas" conseguem fazer as "reproduções por molde" ... ;)
Obrigado, caro José Almeida, pela disponibilidade e partilha. :thumbupleft:
alpinojuan Escreveu:
quarta mai 06, 2020 6:56 pm
Muito interessante.

É sempre bom estar alerta e ter referências para comparar.

Obrigado pela partilha.

Cordialmente
Juan Santos
Há uma moeda do Reino de Axum, feita por galvanoplastia, e que o Pedro (euoutravez) apresentou aqui no fórum há muitos anos. Quanto a esta, muito interessante. Eu compro se o dono do fórum quiser vender. Aprecio muito estas curiosidades. Mas vejam lá bem depois. E o vídeo sobre como dourar metal. Tudo de especialistas. Estou impressionado! :santa2;

Avatar do Utilizador
numisiuris
Reinado D.Sancho I
Mensagens: 2545
Registado: sexta abr 11, 2014 7:07 am

Re: Meio Tostão de D. Sebastião reproduzido por moldes

#10 Mensagem por numisiuris » quinta mai 07, 2020 7:27 am

Estou francamente desiludido. Esperava acordar e poder ver mais fotos da "cola", da "falsificação", ao fim e ao cabo, do lustre da gnose dos ilustres caros. Assim não dá para apreciar o embuste. Ora concedam lá insígnes! :D

Responder

Voltar para “Falsas ou Viciadas”