80 réis 1816 - Furo de escravo ?

Moderador: Moderador de Honra

Avatar do Utilizador
Mmatos
Reinado D.João III
Mensagens: 1098
Registado: segunda nov 08, 2004 4:35 pm
Localização: Lisboa/Caxias

80 réis 1816 - Furo de escravo ?

Mensagem por Mmatos » quarta out 03, 2018 11:22 pm

Este exemplar é relativamente escasso (8 682 ex. segundo o A.G. ou 8 862 ex. segundo o Bentes - troca de números ??) e devido ao furo consegui-o por um valor mais em conta. O orifício que apresenta será o denominado "furo de escravo" ? Penso que li algures que os escravos só teriam moedas em cobre... e caso fossem apanhados com moedas de prata eram castigados. Será verdade ?

80 réis 1816 - D. João P.R. Ref. AG JR 20.03
s-l1600.jpg
s-l1600 (1).jpg
Não tem Permissão para ver os ficheiros anexados nesta mensagem.



bruck
Reinado D.Pedro V
Mensagens: 240
Registado: segunda abr 09, 2018 10:35 pm

Re: 80 réis 1816 - Furo de escravo ?

Mensagem por bruck » quinta out 04, 2018 1:50 am

Um belo "achado", caro colega. esse furo- ao mesmo tempo que deprecia o valor comercial da moeda- tornando-a pouco atrativa aos colecionadores mais exigentes- também é uma marca indelével da própria HISTÓRIA que ela carrega consigo. Meus parabéns, e de minha parte- muito grato pelo compartilhamento. ;) :claps:

bruck
Reinado D.Pedro V
Mensagens: 240
Registado: segunda abr 09, 2018 10:35 pm

Re: 80 réis 1816 - Furo de escravo ?

Mensagem por bruck » quinta out 04, 2018 1:53 am

A propósito...esta moeda teria circulado apenas em Portugal ou também serviu às colônias lusitanas? Saberia informar o local de cunhagem? grato e abraços.

Avatar do Utilizador
silvio2
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 5612
Registado: sexta jun 28, 2013 4:10 pm
Localização: Leiria (Distrito)

Re: 80 réis 1816 - Furo de escravo ?

Mensagem por silvio2 » quinta out 04, 2018 7:17 am

Mmatos Escreveu:Este exemplar é relativamente escasso (8 682 ex. segundo o A.G. ou 8 862 ex. segundo o Bentes - troca de números ??) e devido ao furo consegui-o por um valor mais em conta. O orifício que apresenta será o denominado "furo de escravo" ? Penso que li algures que os escravos só teriam moedas em cobre... e caso fossem apanhados com moedas de prata eram castigados. Será verdade ?
Caro amigo, Mário
Obrigado por compartilhar, connosco, este magnífico exemplar. :D
É pena apresentar o dito "furo de escravo" mas, a sua escassez, compensa largamente esse facto.
Parabéns! :thumbupleft:
bruck Escreveu:A propósito...esta moeda teria circulado apenas em Portugal ou também serviu às colônias lusitanas? Saberia informar o local de cunhagem? grato e abraços.
A moeda foi emitida para circular, apenas, no Brasil e foi cunhada no Rio de Janeiro, segundo o AG (Alberto Gomes). :thumbupleft:
Cumprimentos,
Sílvio Silva

Avatar do Utilizador
silvio2
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 5612
Registado: sexta jun 28, 2013 4:10 pm
Localização: Leiria (Distrito)

Re: 80 réis 1816 - Furo de escravo ?

Mensagem por silvio2 » quinta out 04, 2018 8:53 am

.
Imagem Imagem
(fonte: http://www.leilaocollecione.com.br/peca ... tot=&tipo=)

Imagem Imagem
(fonte: https://produto.mercadolivre.com.br/MLB ... m-furo-_JM)

Curiosamente, encontrei (nas minhas deambulações pela NET) mais estas moedas ... igualmente furadas, o que parece ser "mais vulgar" do que se poderia supor. ;)
Deixo, então, a pergunta: Porquê furar uma moeda tão escassa? Teria sido para servir de adorno ou amuleto a "alguém" com posses? :think:
Cumprimentos,
Sílvio Silva

Avatar do Utilizador
Mmatos
Reinado D.João III
Mensagens: 1098
Registado: segunda nov 08, 2004 4:35 pm
Localização: Lisboa/Caxias

Re: 80 réis 1816 - Furo de escravo ?

Mensagem por Mmatos » quinta out 04, 2018 3:26 pm

silvio2 Escreveu:...
Deixo, então, a pergunta: Porquê furar uma moeda tão escassa? Teria sido para servir de adorno ou amuleto a "alguém" com posses? :think:
Por essa razão eu colocava a pergunta se seria furo de escravo. É que os escravos, quando conseguiam alguma moeda, furavam-na para a poder enfiar num fio e colocar esse fio agarrado ao corpo, para assim não perderem o seu "tesouro".

Avatar do Utilizador
soga80
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 4386
Registado: sábado dez 20, 2014 6:31 pm
Localização: Leiria

Re: 80 réis 1816 - Furo de escravo ?

Mensagem por soga80 » quinta out 04, 2018 5:28 pm

Interessante... Parabéns

bruck
Reinado D.Pedro V
Mensagens: 240
Registado: segunda abr 09, 2018 10:35 pm

Re: 80 réis 1816 - Furo de escravo ?

Mensagem por bruck » quinta out 04, 2018 7:32 pm

bruck Escreveu:
A propósito...esta moeda teria circulado apenas em Portugal ou também serviu às colônias lusitanas? Saberia informar o local de cunhagem? grato e abraços.
*************************************************************************************************************************************************************************************
"A moeda foi emitida para circular, apenas, no Brasil e foi cunhada no Rio de Janeiro, segundo o AG (Alberto Gomes). :thumbupleft:
Cumprimentos" ,
Sílvio Silva

*************************************************************************************************************************************************************************************

Agradeço pela partilha da sempre prestativa e pertinente informação, caro colega Silvio. abraços. :hallo:

Avatar do Utilizador
doliveirarod
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 15549
Registado: terça nov 09, 2004 2:50 am
Localização: Brasil

Re: 80 réis 1816 - Furo de escravo ?

Mensagem por doliveirarod » quinta out 04, 2018 10:56 pm

Tenho ressalvas quanto a essa história de escravos, pois a maioria deles não via cor de dinheiro, por motivos óbvios... Acho que esses furos podiam ser feitos por escravos, mas tbm por qualquer pessoa, para facilitar o transporte e para usar pendurada no pescoço. Essas moedas menores geralmente aparecem assim, de 80 réis p/ baixo temos um bom percentual delas furadas para uso como enfeite.
http://www.megaleiloes.com/leiloes.php? ... liveirarod ML - http://lista.mercadolivre.com.br/_CustId_14426169
"O colecionador é um homem mais feliz"
DIGA "NÃO" ÀS FALSIFICAÇÕES CHINESAS - Não colabore com mercado criminoso

Avatar do Utilizador
Mmatos
Reinado D.João III
Mensagens: 1098
Registado: segunda nov 08, 2004 4:35 pm
Localização: Lisboa/Caxias

Re: 80 réis 1816 - Furo de escravo ?

Mensagem por Mmatos » domingo dez 29, 2019 3:09 pm

doliveirarod Escreveu:
quinta out 04, 2018 10:56 pm
Tenho ressalvas quanto a essa história de escravos, pois a maioria deles não via cor de dinheiro, por motivos óbvios...
...
Estive a ler nos últimos dias uma obra de um investigador brasileiro sobre a deslocação da corte portuguesa para o Brasil no início do séc. XIX, a obra é muito cativante e descreve o dia-a-dia, não só da corte, como da vida de todos os contemporâneos desse período, incluindo, claro, os escravos. Lembrei-me deste post onde se alvitra se o furo apresentado na moeda seria um furo de escravo. Pela descrição abaixo, se vê que os escravos lidavam com dinheiro, pelos menos nas cidades, e que seria natural que para guardarem essas moedas as furassem para poderem ser enfiadas num fio e guardadas junto ao corpo.

"Outra forma de escravidão que se desenvolveu, paralela ao trabalho de aluguel,
foi o sistema de ganho. Eram aqueles escravos que, após fazer o trabalho na casa de
seus donos regulares, iam para as ruas em busca de atividade suplementar. Vendiam seu
trabalho de forma avulsa, a diversos clientes
, oferecendo serviços que poderiam durar
um dia ou mesmo algumas horas. Era um sistema tão popular que existiam até casas de
comércio especializadas no aluguel de escravos. Os escravos de ganho faziam de tudo:
iam às compras, buscavam água, removiam o lixo, levavam e traziam recados e serviam
de acompanhantes para as mulheres quando iam à igreja. O inglês John Luccock conta
que eram usados até para rezar ave-maria, em frente aos oratórios espalhados pela
cidade, na intenção de seus senhores.
No final do dia, os escravos de ganho repassavam parte do dinheiro aos seus
donos. A quantia era previamente estabelecida. O escravo que a ultrapassasse podia
ficar com a diferença.
Quem não alcançasse a meta, era punido. “Essa forma de
trabalho era conveniente tanto para o proprietário quanto para o escravo”, escreveu a
historiadora Leila Mezan Algranti, uma autoridade no assunto. “O senhor não se
preocupava com a ocupação de seus empregados, nem com seu controle. Os negros, por
sua vez, viviam soltos pelas ruas gozando de uma liberdade jamais sonhada por seus
semelhantes do campo.” Segundo ela, o sistema era rentável, pois havia “senhores” que
viviam apenas do trabalho de um ou dois “negros de ganho”. Ao mesmo tempo, havia
escravos que, no sistema de ganho, não só conseguiam pagar a quantia combinada com
seus senhores, como acabavam acumulando dinheiro suficiente para comprar sua
liberdade.
"
in 1808 - Como uma rainha louca um príncipe medroso e uma corte corrupta enganaram Napoleão e mudaram a história de Portugal e do Brasil de Laurentino Gomes

Responder

Voltar para “Colónia (1500-1822)”