Peça da coroação em leilão Heritage

Moderador: Moderador de Honra

Avatar do Utilizador
mbrodrigues
Reinado D.Afonso VI
Mensagens: 667
Registado: quarta set 19, 2012 12:03 pm
Localização: Rio de Janeiro

Re: Peça da coroação em leilão Heritage

Mensagem por mbrodrigues » terça dez 17, 2013 4:38 pm

Dentro da cueca acusa no raio-x, tem é que colocar junto com outras moedas, ou algo parecido, apesar que quando o voo chega não tem esse problema, é só deixar na carteira ou bagagem de mão que é só desembarcar e pronto.


Marcio B. Rodrigues
mbr1976@gmail.com
Rio de Janeiro - RJ
BRASIL
PECUNIA TOTUM CIRCUMIT ORBEM

Jeferson Rodrigues
Reinado D.Manuel II
Mensagens: 70
Registado: quinta ago 16, 2012 5:46 pm
Localização: Ibitinga/SP/Brasil

Re: Peça da coroação em leilão Heritage

Mensagem por Jeferson Rodrigues » terça dez 17, 2013 4:38 pm

Caros Foristas,

Sobre a moeda, gostaria de tirar uma dúvida com os especialistas em moedas e em história do Brasil.

Já li em um texto que essas moedas foram cunhadas para servirem de óbulo na cerimônia de coroação.
O Imperador não teria gostado da moeda e para as seguintes foram abertos cunhos diferentes (fardado, etc.)
Também lí que a moeda saiu com um erro pois no lugar da Coroa Imperial, foi colocado erroneamente a Coroa Real, que era usada até então.
A coroação ocorreu no dia 12 de outubro de 1822.
Quando consultamos as bandeiras do Brasil vemos que de setembro a dezembro de 1822 tínhamos uma bandeira do Reino do Brasil e só após uma Bandeira do Império do Brasil. Nessa bandeira do Reino do Brasil, pode-se avistar a Coroa Real, exatamente como está na moeda.
Ora, então não foi erro nenhum... a coroa está correta.
Entretanto, na bandeira não existe as iniciais IN HOC SIG VIN que vemos ao redor da esfera armilar. Isso sim seria um erro?
Qual a opinião dos colegas?

Avatar do Utilizador
Paul Gerritsen Plaggert
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 4222
Registado: sexta fev 01, 2008 3:44 am
Localização: São Paulo -SP Brasil

Re: Peça da coroação em leilão Heritage

Mensagem por Paul Gerritsen Plaggert » terça dez 17, 2013 6:39 pm

doliveirarod Escreveu:O IPHAN não pode sair por aí confiscando nada, isso é lenda urbana... Seria contra a lei, contra o direito de propriedade e etc... A própria CF/88 baniu a possibilidade (pelo menos em tese) de confisco de bens por parte do Estado.

O que ocorre é que, para variar, o Brasil tem uma lei obtusa, antiga, e de natureza "socializante" (fadada, portanto, ao fracasso). A lei diz que qualquer coisa com valor arqueológico ou numismático, sejá lá onde for achada, pertence à União. Ponto.

Não é difícil perceber o que na prática advém disso aí. Se o achador não tem direito a absolutamente nada, a não ser o de entregar tudo e ser investigado (tava fazendo o que ali?), naturalmente se cala, e absolutamente nada do que é achado vai para as entidades públicas.

Então, o IPHAN pode lhe tomar algo? Sim, se efetivamente comprovar que saiu de um achado (uma botija, por exemplo). Lembro que estavam querendo tomar os patacões que acharam numa praia perto de Recife. Sabe quantos pegaram? Nenhum... O povo "correu" com eles (ora, era muito mais negócio vender aos turistas curiosos e aos comerciantes que foram correndo p/ lá). Na prática a lei é isso, pura ineficiência. A prova é dificílima, na maior parte das vezes impossível.

Mas o IPHAN não pode chegar na sua casa "tomando tudo", como pensam alguns, isso é conversa. Não é proibido colecionar no Brasil (aí seria burrice demais da parte do legislador). Nesse caso, quem vai lembrar de vc é a Receita, que vai querer (em tese) saber onde vc anda comprando.

E o IPHAN? Nada tem com isso, a não ser se o Estado quiser desapropriar (o que não vaio querer nunca), mas aí tem que pagar indenização prévia.

É isso. A moeda da coroação, se vier p/ cá, tem que fugir do leão da Receita, não do IPHAN.

Exato! :thumbs:
PECVNiA NON OLET

Avatar do Utilizador
Paul Gerritsen Plaggert
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 4222
Registado: sexta fev 01, 2008 3:44 am
Localização: São Paulo -SP Brasil

Re: Peça da coroação em leilão Heritage

Mensagem por Paul Gerritsen Plaggert » terça dez 17, 2013 6:43 pm

rpiletti Escreveu:
doliveirarod Escreveu:O IPHAN não pode sair por aí confiscando nada, isso é lenda urbana... Seria contra a lei, contra o direito de propriedade e etc... A própria CF/88 baniu a possibilidade (pelo menos em tese) de confisco de bens por parte do Estado.

O que ocorre é que, para variar, o Brasil tem uma lei obtusa, antiga, e de natureza "socializante" (fadada, portanto, ao fracasso). A lei diz que qualquer coisa com valor arqueológico ou numismático, sejá lá onde for achada, pertence à União. Ponto.

Não é difícil perceber o que na prática advém disso aí. Se o achador não tem direito a absolutamente nada, a não ser o de entregar tudo e ser investigado (tava fazendo o que ali?), naturalmente se cala, e absolutamente nada do que é achado vai para as entidades públicas.

Então, o IPHAN pode lhe tomar algo? Sim, se efetivamente comprovar que saiu de um achado (uma botija, por exemplo). Lembro que estavam querendo tomar os patacões que acharam numa praia perto de Recife. Sabe quantos pegaram? Nenhum... O povo "correu" com eles (ora, era muito mais negócio vender aos turistas curiosos e aos comerciantes que foram correndo p/ lá). Na prática a lei é isso, pura ineficiência. A prova é dificílima, na maior parte das vezes impossível.

Mas o IPHAN não pode chegar na sua casa "tomando tudo", como pensam alguns, isso é conversa. Não é proibido colecionar no Brasil (aí seria burrice demais da parte do legislador). Nesse caso, quem vai lembrar de vc é a Receita, que vai querer (em tese) saber onde vc anda comprando.

E o IPHAN? Nada tem com isso, a não ser se o Estado quiser desapropriar (o que não vaio querer nunca), mas aí tem que pagar indenização prévia.

É isso. A moeda da coroação, se vier p/ cá, tem que fugir do leão da Receita, não do IPHAN.
Por isso que tenho quase certeza que essa moeda não voltará ao Brasil. Se for via fedex/tnt/usps etc é taxada na hora que entrar, fora que quem seria maluco de usar um serviço assim p/ um bem tão valioso? O seguro deve ser outra fortuna e o risco tremendo.
Voltar com a peça junto de si em um voo comercial? Haja sangue frio, se a receita parar o cidadão, são praticamente 100% de imposto, são litros de suor com o nervosismo. :think:
Não vejo como entrar no país com este objeto sem pagar imposto
Certamente, se alguém a arrematar daqui do Brasil, não irá mandar entregá-la por correios ou Fedex...
Irá enviar alguém, ou irá buscá-la pessoalmente.

E dá para entrar no Brasil com moedas compradas no exterior, já fiz isso algumas vezes: coloque na carteira ou na bagagem de mão.
PECVNiA NON OLET

Avatar do Utilizador
rpiletti
Reinado D.Pedro V
Mensagens: 205
Registado: quarta jul 27, 2011 7:39 pm
Localização: Bento Gonçalves/RS BRASIL

Re: Peça da coroação em leilão Heritage

Mensagem por rpiletti » terça dez 17, 2013 7:41 pm

doliveirarod Escreveu:Dá p/ passar, o objeto é pequeno, e vc não iria dizer à Receita o que é nem o quanto custou, correto? Eles tinham que descobrir, e não são habilitados p/ isso.
Passa... Eu botava dentro da cueca! :)
Sinto muito... :)
Sempre que eu voltei do exterior deu algum problema.
Na cueca? Bah, tu irias ficar pelado, essa aí pega no detector...
Compro Réis - 960, 640, 320, 160 e 80.
Diga não às réplicas chinesas.
Engº Civil Robson Heitor Piletti
Bento Gonçalves/RS

Avatar do Utilizador
rpiletti
Reinado D.Pedro V
Mensagens: 205
Registado: quarta jul 27, 2011 7:39 pm
Localização: Bento Gonçalves/RS BRASIL

Re: Peça da coroação em leilão Heritage

Mensagem por rpiletti » terça dez 17, 2013 7:43 pm

Paul Gerritsen Plaggert Escreveu:
rpiletti Escreveu:
doliveirarod Escreveu:O IPHAN não pode sair por aí confiscando nada, isso é lenda urbana... Seria contra a lei, contra o direito de propriedade e etc... A própria CF/88 baniu a possibilidade (pelo menos em tese) de confisco de bens por parte do Estado.

O que ocorre é que, para variar, o Brasil tem uma lei obtusa, antiga, e de natureza "socializante" (fadada, portanto, ao fracasso). A lei diz que qualquer coisa com valor arqueológico ou numismático, sejá lá onde for achada, pertence à União. Ponto.

Não é difícil perceber o que na prática advém disso aí. Se o achador não tem direito a absolutamente nada, a não ser o de entregar tudo e ser investigado (tava fazendo o que ali?), naturalmente se cala, e absolutamente nada do que é achado vai para as entidades públicas.

Então, o IPHAN pode lhe tomar algo? Sim, se efetivamente comprovar que saiu de um achado (uma botija, por exemplo). Lembro que estavam querendo tomar os patacões que acharam numa praia perto de Recife. Sabe quantos pegaram? Nenhum... O povo "correu" com eles (ora, era muito mais negócio vender aos turistas curiosos e aos comerciantes que foram correndo p/ lá). Na prática a lei é isso, pura ineficiência. A prova é dificílima, na maior parte das vezes impossível.

Mas o IPHAN não pode chegar na sua casa "tomando tudo", como pensam alguns, isso é conversa. Não é proibido colecionar no Brasil (aí seria burrice demais da parte do legislador). Nesse caso, quem vai lembrar de vc é a Receita, que vai querer (em tese) saber onde vc anda comprando.

E o IPHAN? Nada tem com isso, a não ser se o Estado quiser desapropriar (o que não vaio querer nunca), mas aí tem que pagar indenização prévia.

É isso. A moeda da coroação, se vier p/ cá, tem que fugir do leão da Receita, não do IPHAN.
Por isso que tenho quase certeza que essa moeda não voltará ao Brasil. Se for via fedex/tnt/usps etc é taxada na hora que entrar, fora que quem seria maluco de usar um serviço assim p/ um bem tão valioso? O seguro deve ser outra fortuna e o risco tremendo.
Voltar com a peça junto de si em um voo comercial? Haja sangue frio, se a receita parar o cidadão, são praticamente 100% de imposto, são litros de suor com o nervosismo. :think:
Não vejo como entrar no país com este objeto sem pagar imposto
Certamente, se alguém a arrematar daqui do Brasil, não irá mandar entregá-la por correios ou Fedex...
Irá enviar alguém, ou irá buscá-la pessoalmente.

E dá para entrar no Brasil com moedas compradas no exterior, já fiz isso algumas vezes: coloque na carteira ou na bagagem de mão.
Bom saber. Eu nunca voltei com moedas, mas sempre deu problemas com tablet, máquina fotográfica. Sem falar em garrafas de vinho... Então o meu medo é grande...
Compro Réis - 960, 640, 320, 160 e 80.
Diga não às réplicas chinesas.
Engº Civil Robson Heitor Piletti
Bento Gonçalves/RS

Alexandre Costa
Reinado D.Luís
Mensagens: 154
Registado: terça out 16, 2012 2:52 am
Localização: Belo Horizonte-MG

Re: Peça da coroação em leilão Heritage

Mensagem por Alexandre Costa » domingo jan 05, 2014 11:42 pm

Sold for: $499,375.00 (includes BP Buyer's Premium)

rodrigoleite
Reinado D.Afonso Henriques
Mensagens: 5094
Registado: terça jul 21, 2009 12:55 am
Localização: Rio de Janeiro, Brasil

Re: Peça da coroação em leilão Heritage

Mensagem por rodrigoleite » domingo jan 05, 2014 11:45 pm

Alexandre Costa Escreveu:Sold for: $499,375.00 (includes BP Buyer's Premium)
Em Reais: R$1.185.466,31
Rodrigo Leite

Scientia nvmismatica ad omnivm gentivm.

Avatar do Utilizador
regihis
Reinado D.Miguel
Mensagens: 304
Registado: segunda out 31, 2011 11:22 am

Re: Peça da coroação em leilão Heritage

Mensagem por regihis » segunda jan 06, 2014 4:47 am

Vocês viram o cara que está a revirar o Lixo Imperial?
http://noticias.terra.com.br/ciencia/ri ... aRCRD.html

Avatar do Utilizador
Leandro Numismata
Reinado D.José
Mensagens: 512
Registado: sexta jul 23, 2010 4:20 pm
Localização: Porto Velho,Rondônia,Brasil

Re: Peça da coroação em leilão Heritage

Mensagem por Leandro Numismata » segunda jan 06, 2014 12:41 pm

rodrigoleite Escreveu:
Alexandre Costa Escreveu:Sold for: $499,375.00 (includes BP Buyer's Premium)
Em Reais: R$1.185.466,31
Rodrigo, essa é a primeira vez que uma moeda brasileira é vendida por mais de 1 milhão de reais?
Compro moedas de cobre brasileiras com carimbo do Pará e do Maranhão.

Leandro Guimarães Ribeiro
Porto Velho - Rondônia, Brasil.

Responder

Voltar para “Império (1823-1889)”